Eu amo isso por mim meme

Por isso que eu amo a BlackPink Mulheres Coreanas Garota Misteriosa Memes Super Engraçados Memes Tirinhas Meninos Bts Imagens Aleatórias Memes Engraçados Cantores Garotas Mais informações ... Posts sobre Meme escritos por mionelefay. Meme – 5 Coisas que me irritam. outubro 23, 2008 at 3:43 am () (5 Coisas que me irritam, Bang, bang!Você morreu, Bullying, Ditadura, Falsidade, filme, Injustiça, Irresponsabilidade, Meme, peça) . Vamos lá respondendo ao Meme da Lee, eu achei meio complicado responder esse Meme porque nada me irrita, eu amo todos, amo o mundo, amo as pessoas… Por isso que eu amo esse pokemon, me Deus se eu pudesse queria ele pra mim, eu dava muito carinho pra ele! Pokemon Comics Pokemon Memes O Pokemon Pokemon Funny Pokemon Fan Art Pokemon Cards Pokemon Stuff Pokemon Team Rocket Anime Characters. Hate and love 5 coisas que eu odeio e 5 que eu amo, simples e fácil. – Definitivamente eu não consigo me controlar quando tenho Halls de morango cremoso, não consigo parar na metade, enquanto não acabo com tudo não sossego. – Odeio tardes de domingo e manhas de segunda, bate uma agunia, uma sensação que eu não se eplicar, vai entender. Amo me divertir fazendo várias coisas! Qualquer coisa que deixe alguém feliz! Eu gosto de fazer coisas que só eu gosto, não ligo se a pessoa que estiver comigo não gostar! Gosto de fazer coisas que ajudem no meu futuro. Coisas looooooouucaaass!!!!! O que você gosta de comer? Comidas deliciosas que eu amo! Comidas refrescantes. Se eu fosse um doce kkkkkk MINI TROUXINHA 23/04/20 TARA 0.002ks (T DATA VALIDADE 27/04/20 PESO 0216ks ( LOTE RS/kg 25. 000000000000 TOTAL RS 540 2 112400 005405 Engraçado dopl3r.com Visita meme Se eu fosse um doce kkkkkk MINI TROUXINHA 23/04/20 TARA 0.002ks (T DATA VALIDADE 27/04/20 PESO 0216ks ( LOTE RS/kg 25. 000000000000 TOTAL RS 540 2 112400 005405 Engraçado dopl3r.com Visita meme Por isso, pra variar, foi complicado fechar essa lista e de cara faço uma super homenagem ao genial John Hughes e dizer que todos os filmes dele poderiam estar aqui (amo Clube dos Cinco e Gatinhas e Gatões). E até Grease que eu aaaaaaaaaamo poderia ter entrado, mas eu preferi focar em outros mais teen mesmo. Blogueira por paixão desde 2001. Carioca da gema, alegre, sagitariana loka e palhaça que ama viver a vida. Amo viajar, por isso trago muito de cada lugarzinho que vou. Acredite em você, nos seus sonhos e planos. Deus em primeiro lugar sempre, o resto vem. Por isso só tive mesmo reunir as imagens e explicar os porquês. Confesso que fui um tanto quanto previsível, mas que se pode fazer… Dos cinco personagens, três deles são de filmes do meu TOP5 , um do meu TOP Comédias Românticas e outro que eu amo, mas que ainda não tive chance de ver por aqui (amo do naipe de saber falas de cor).

É importante que você leia. Você vai saber que é pra você.

2020.09.30 03:39 boxesroll É importante que você leia. Você vai saber que é pra você.

Escrevo isso na certeza de que meu orgulho pode me salvar e ao mesmo tempo me afogar nesse mar de incertezas e dores mas vamos lá.
Faz quantos meses? 8? Nossa, 8 meses sem ver notificação tua no meu celular. Tem dias que eu sinto uma saudade absurda de você(tipo hoje). Eu adorava conversar contigo, minhas manhãs eram mais divertidas só de sentir meu celular vibrar no bolso de trás da minha calça. Era você, era sempre você com vários textoes falando da sua opinião sobre algo, mandando memes... Nossas conversas com segundas intenções me deixavam sempre com um sorriso no rosto e uma ansiedade em te ver. Eu adorava seus convites espontâneos me pegando desprevenida (como naquela vez que você foi almoçar comigo e passamos logo o dia todo juntos)
Eu lembro de cada dia nosso no cinema, lembro de todos os beijos, dos abraços apertados... Lembro das brigas também, das vezes que deixamos de conversar um com o outro. Infelizmente ou felizmente está tudo fresco aqui. Às vezes fico triste por você ter ido embora ainda mais por ter dito que era só eu não soltar das suas mãos que tudo ficaria bem.
Não sei se é tarde, no fundo não quero que seja. Peguei a doença da saudade e desde então ando tomando remédios, sei qual é a minha cura mas não depende só de mim. Não minguarei até o fim de meus dias pois ando fazendo muitas coisas mas essa saudade sempre ganha no final do dia.
Eu rezo sim, rezo para que você esteja bem e para que ainda tenha resquícios do seu amor por mim aí no teu peito cabeludo.
Eu nunca disse que te amava pq queria me defender de você, nunca tinha gostado assim de alguém. Pra mim era tudo muito novo e estranho mas saiba que não me arrependi de ter escolhido você, teria escolhido de novo pq agora eu sei que o que está aqui dentro é mais do que verdadeiro.
Eu te amo, seu filho da puta, eu amo você.
submitted by boxesroll to desabafos [link] [comments]


2020.09.18 19:01 HappyPressure8291 Razão ???

Então, recentemente eu e meu namorado temos desgastado bastante a relação com discussões relacionadas a insegurança, paranoia e etc. E penso que por agir muito pelo emocional, eu acabo sendo a mais imatura da discussão, não é fácil lidar com isso, pois essa imaturidade atinge muito mais a minha pessoa, visto que ele super compreende eu estar sendo emotiva e achar que não aconteceu nada de mais. Um exemplo bem prático disso é o fato de ontem termos discutido e ele foi dormir tranquilo e falando que me ama mesmo eu super brava e pedindo pra ele tirar a foto de perfil e aceitar que vamos terminar por que não tem muito o que se fazer, enquanto que fiquei a madrugada toda pensando em muita coisa e fazendo testes de insegurança, de saber se o parceiro é traíra. Bom depois de tudo que eu disse acima, já devem imaginar quem é o mais inseguro da relação, ah também sou a paranoica(óbvio) e sou para a surpresa de quase ninguém. Muito ciumenta, e foi por esse motivo em especifico que brigamos, eu não consigo ver esperanças na minha evolução, e sinceramente, o que era um ciúme normal é que tá evoluindo pra outras coisas piores(possessão e etc. ), talvez por que tenho andado mais emotiva que antes nessa pandemia(no qual muita coisa ruim tem acontecido na minha casa) não sei... Mas fiz essa postagem por que estou muito indecisa racionalmente sobre uma questão. Uma amiga nova chegou na área, que na verdade já era colega a algum tempo, mas só agora que essa amiga terminou o namoro eles conversam com certa frequência e bastante intensidade(fotos, memes, vídeos, fofoca, conversa sobre a vida), incluindo muito esforço da parte dela para manter a amizade com ele. Engraçado é que acabei me envolvendo com ela também, ela é uma ótima pessoa, mas mesmo assim me sinto muito insegura, sei que ela tem outras pessoas na vida dela, mas não entendo a insistência em ser nossa amiga, pois nem parece que ela gosta mesmo de mim, e o meu emocional com certeza afirma que ficaria muito feliz com o termino da amizade entre eles. Mas racionalmente sei que isso é muito abusivo, eu controlar algo que eu nem deveria. Mas para frisar minha insegurança, tenho que dizer que me assusta muito quando ela diz coisas como ''eu me apoio na amizade com um cara e acabo gostando dele, sempre fiz assim, supri minha carência com outros caras'' isso é ameaçador pra mim sabe?... Eu só consigo imaginar nela vendo o quanto meu namorado é um cara bacana e acabar gostando dele e tende real motivo para não gostar de mim e só me manter por perto por falsidade sabe?. O que aconteceu com ela no termino do namoro não desejo a ninguém, ela ainda tá muito confusa, e eu queria que ela não se sentisse assim e de certa forma culpada, então no começo até apoiei bastante a amizade dos dois, falava pra ele perguntar se ela tá bem, tentar distrair ela... me arrependo disso, eu não devia ter responsabilizado ele por algo que eu mesma poderia ter feito por ela. Mas eu queria que ela se sentisse acolhida por nos 2, e acho que é assim que ela se sente agora, mas não posso negar que ainda vejo como ameaça, não sei, talvez ela tenha mudado o suficiente para não ficar mais querendo depender emocionalmente de alguém assim... mas vai saber? isso nem é algo tão ruim quando esse alguém tá disposto a te ajudar de verdade a se sentir segura e tals. Foda é que eu não consigo estudar, pensando que vou passar muito tempo fora e que ele vai tá tão envolvido com ela, por que coincidentemente ele tava no seu intervalo de estudos, e acabou compartilhando opiniões parecidas com ela e etc... sla... muita paranoia pra descrever aqui, mas eu realmente não sinto que estou pronta pra aceitar essa amizade. Ele e ela, que eu conheço bem, combinam mais do que eu e ela ou eu e ele(ele é mais amigo dela). No jeitinho de ser, de acreditar nas pessoas, pensar o melhor delas kk. Eu não sou assim vey... já sofri demais com as pessoas pra isso, inclusive da parte desse namorado, coisas parcialmente superadas, mas que a gente ignora, e que, desde que não aconteça de novo, da pra manter a relação. Resumindo, essa gama de defeitinhos meus, me fazem ter certeza de que eu só tenho algumas poucas soluções racionais pra isso tudo, vou listar 3: 1- Continuar próximo dos dois(por que longe eu já não consigo aceitar gst dos 2, n qro parecer um monstro, só sou humana sabe: imperfeita, cheia de problema, depressiva, ansiosa, to carente e etc kkk) e me esforçar(mesmo que doa muito) pra acreditar(mesmo que seja difícil demais) que eles só serão amigos mesmo; 2- terminar o namoro e desejar muita felicidade pra ambos que foram meio que motivo do termino, juntos ou não e 3- fazer que ele se distancie dela por tempo indeterminado, mas se possível bem breve(gosto que ele tenha amigos, isso faz ele feliz), até que eu pense melhor sobre tudo, sem que eu precise me distanciar dele que é a pessoa que eu mais amo, alias a distância entre ela e eu nem é uma opção, mas pode ser sim consequência, só que de fato eu até gosto de compreender o significado que ela tem na vida das pessoas ao redor dela e vejo isso conversando com ela, o que é bom, já que meu namorado é um pouco sonso ao me dizer o que ele acha que ela significa pra ele, ele diz: ''não sinto nada'' mas até eu não consigo dizer isso aí. Sinto compaixão por ela, carisma da parte dela, simpatia e etc. Mas vale lembrar que tenho um pouquinho de medo, por que acho ela muito melhor que eu, só por ter essa essência e ela auto afirmar as vezes que consegue conquistar qualquer um com boa conversa, é mais ameaçador ainda, e pode ser bobo mas por mais que no começo eu achava fofo agora comentar ''que casal fofo'' e coisas similares a ''meu casal''(Vitão 2018), me causa pavor, kkkk brincadeirinha kkk. Raiva tenho também, mas só dele mesmo, por ser sonso a ponto de dizer também ''que tal nos usar essa metadinha de 3 com ela?''. AFF do nada, num momento nosso qnd estamos vendo fotos juntos e umas metadinhas DE CASAL pra usarmos. Na verdade, se eu não fosse tão insegura até que seria uma boa ideia, mas qualé, ele sabe como sou... acho que me desrespeitou nesse sentido, de ver que eu tava me esforçando pra não falar dela, pq sempre acabo desgastando muito a relação cm muita paranoia, e ele ir e falar dela, me deixa pensativa e séria de novo, pra compensar ele concordou com essa terceira opção minha ''3 fazer que ele se distancie dela por tempo indeterminado, mas se possível bem breve''. Que sinceramente seria a que mais me deixaria feliz, e aí gente, acham que se eu repensar, consigo equilibrar melhor a razão e a emoção? e talvez ache uma opção mais sensata do que essa última. Acham que estou sendo ciumenta em excesso? e que eu devo me responsabilizar sozinha(msm ele sendo um fator pra minha insegurança) por isso, não terminando mas dando um jeito. ME AJUDEM! EU QUERO SER UMA BOA PESSOA, sem isso eu não me sinto mais nada nesse mundo e posso querer acabar com tudo logo(eu sei que preciso de terapia), por que só vejo sentido naquilo que tem sentimento e minha vida se resume muito a ser boa pra ele, alguns amigos e pro meu doguinho que ele prometeu cuidar caso algo aconteça comigo. :) ''Por que não vou ao psicólogo? bom, não tenho grana, simples. Desde já agradeço a pessoa que ler esse texto enorme, tentei ser bem objetiva e clara sobre tudo, espero que tenham compreendido.
submitted by HappyPressure8291 to desabafos [link] [comments]


2020.08.25 21:03 ImagineLives Eu amo ela!! Mas... ela não me ama?

Oi... Eu vou (tentar) ser bem direto
Meu nome é Rapha, Tenho uma namorada já faz mais ou menos 8 meses, começamos a namorar ainda na escola, ela veio até a mim e começos a conversar, e em pouco tempo já estávamos apaixonados, com o passar do tempo eu decidi pedir ela em namoro e aqui estamos.
No início do nosso namoro era uma coisa incrível, eu nunca senti tanto amor e reciprocidade por alguém em toda a minha vida, tínhamos uma conexão EXCEPCIONAL, toda conversa nossa era sinônimo de muitas risadas, compaixão e carinho.
Mas depois do 4 mês, eu tenho sentido ela bem distante de mim, sei que por conta da quarentena o ânimo de todo mundo mudou, mas parece que ela só mudou comigo, tipo, desde de o único ela tem minha senha do celular, e eu tenho as dela, eu nunca entrei no celular para ler nada, mas de vez em quando ela entrava no meu e de início eu achava normal do ciúmes e tals...
Só que esses dias minha preocupação com o nosso relacionamento aumentou de uma forma giganteca, ela já não era mais a mesma comigo, sempre que eu chamava ela para fazer algo ela diz "talvez" ou nem presta atenção no que eu disse, ela já não ligava mais para os presentes que eu fazia, os textos que eu deixava para ela (e que ela sempre amou).
Até que semana passada eu entrei no celular dela e fui ler algumas conversas dela, com o objetivo de descobrir algo, se ela não queria mais ficar comigo ou algo do tipo, mas todas as conversas que tinham ali, ela se divertia e muito, tinham memes(as vezes eu envio alguns memes para ela) tinham memes que eu já tinha enviado, e ela disse que não tinha a menor graça, mas quando os amigos (as) dela enviavam o mesmo meme, ela caia na gargalhada, olhando mais as conversas eu reparei que ela se divertia muito mais do que cmg.
Nesse momento minha Insegurança dó aumentava cada vez mais, até que decidi conversar com ela, falei tudo o que eu sentia, perguntei se estava tudo bem com ela, se eu tinha feito algo desagradável, se ela não gostava mais de mim, se ela pensava em terminar, e ela simplesmente falou que estava tudo ótimo, falou que não queria terminar comigo, perguntei se ela se divertia cmg e ela disse que sim, mas era muito difícil de acreditar em tudo aquilo para mim, e comecei a virar uma pessoa muito insegura.
Eu amo essa menina de uma forma que nunca amei ninguém, me dói muito ver que eu não sou uma pessoa no mínimo interessante para ela e me dói ainda mais ver que ela mente sobre isso para mim, eu já não sei o que fazer, já não sei o que pensar, parece que a cada dia que passa ela vai deixando de gostar de mim, e eu me odeio por isso, já chorei muito (e eu não sou um cara que chora com facilidade), mas eu não sei mais o que fazer, será que eu estou disponível demais? Será que eu me iludi esse tempo todo? Será que ela mentiu para mim? E se mentiu, o por quê? Minha cabeça está uma confusão...
submitted by ImagineLives to desabafos [link] [comments]


2020.08.16 16:46 gabegabegabegabegab desabafo sobre meu emprego

Antes do desabafo, um pouco do contexto. Tenho 23 anos e todos os trabalhos que tive até hoje sempre foram uma questão complicada pra mim. No primeiro, com 16 anos, que foi numa casa de materiais de construção, pedi pra sair na segunda semana, pois na época não entendia nada de relações de trabalho, relações com "colegas" que na verdade só se importam com eles mesmo, tudo muito egoísta, cínico ou adulto (por assim dizer). Naquela época já sabia que não era o meu lugar, mas saí de cabeça baixa com o sentimento de que não era bom para estar lá, mesmo não querendo estar. Isso meio que criou um trauma, um registro em mim de que não servia para o mercado de trabalho. Depois, comecei a trabalhar como CIEE (ganhando bem menos, mas com menos pressão) no Fórum do meu município, e também aí me sentia um peixe fora d'água. Fiquei 3 meses. Me lembro que nesse período meus colegas de escola que não trabalhavam ainda me viam com certa admiração, mas eu mesmo não gostava daquilo e ficava extremamente triste de ia pro trabalho, de voltar, daquela rotina. Me sentia fracassado de não pertencer aquele ambiente. No dia a dia rolava certa descontração e algumas risadas com os colegas, que me deixavam ainda mais triste como se eu tivesse me "vendendo" para um lugar que não me pertencia, que estava roubando meu tempo em troca de dinheiro. Eu pensava: "não gosto de trabalhar, como será a minha vida então? Não poderei ser sustentado pra sempre, mas serei infeliz então?"
Algum tempo depois ingressei novamente como CIEE na Defensoria Pública, onde fiquei por dois anos justos, que é o tempo do estágio. Também odiava estar lá. Aquelas pessoas eram estranhas, pois tinham um grupo de whatsapp onde enviavam muita putaria, vídeos de sexo e fotos, sem nenhum pudor quanto a mensagem racista, homofóbica ou sexista contida nos memes. Ru notava essas coisas e não enviava ou respondia nada por lá. Não é que eu queira ser super sério, mas não consigo brincar com coisas que me ofendem ou ofendem outras pessoas. Nesse emprego, todos que saíam ganhavam uma festa de despedida, e eu não ganhei. Ali foi explícito que não era parte daquele lugar.
Logo ingressei na Universidade, no curso de Hotelaria, e fiquei sem trabalhar por um bom tempo, mas em compensação me envolvi em tudo o que o curso me proporcionou. Ano passado fiz um intercâmbio no México, e penso em seguir carreira acadêmica, pois pasmem, não me sinto seguro de trabalhar na minha área. Agora faltam 2 semestres para formar.
Quando voltei do intercâmbio em janeiro deste ano, precisando de $, coloquei na cabeça que precisava trabalhar. Pq? Pq estava com muita autoestima e energia acumulada. Me pareceu uma boa ideia...
AGORA SIM O DESABAFO:
Durante todo janeiro larguei currículo por toda a cidade e município vizinho, mas nenhuma resposta. Até que no fim do mês uma patroa da minha mãe, sabendo da situação, me chamou para uma experiência. Na minha cabeça, uma oportunidade "dada" desse jeito não poderia ser recusada.
Na primeira conversa, deixei bem claro que meu objetivo era ficar seis meses, pois queria estar com tempo livre para o TCC, e assim não assinei carteira de trabalho. Minha chefe esteve de acordo. Assim, voltei a trabalhar.
Trabalho em uma financeira, que oferece empréstimos, financiamento e essas coisas. A princípio, foi bem difícil de entender a dinâmica do trabalho. Minha função nos dois primeiros meses foi de entregar panfletos, folders e etc para os clientes. Passava o dia andando de bicicleta pra lá e pra cá. Foi duro! Como eu estava em férias, pensava: TUDO BEM, VAI SER POR POUCO TEMPO.
Sempre soube que não era meu lugar ali, mas entrei basicamente pelo dinheiro, pensando em sair logo de lá. Esse foi meu objetivo inicial.
Passou fevereiro, março e veio a pandemia para fuder com a minha vida!!! Comecei então a trabalhar no escritório, pois não podia mais estar na rua. Minhas aulas foram suspensas e não tive outra escolha a não ser procrastinar a assinatura da carteira, com esperança das aulas voltarem e não precisar mais trabalhar lá.
O trabalho no escritório, trabalhando com sistema 8 horas por dia, atendendo público, ouvindo desaforo, pressão de metas e relacionamento tóxico dentro da sala pequena era tudo o que eu não queria.
Então chamei a psicóloga da faculdade para me ajudar. Começamos a conversar muito sobre o trabalho e descobri coisas sobre mim incríveis. De qualquer modo foi a PRIMEIRA VEZ que superei meu medo do mercado de trabalho, apesar da minha saúde mental estar fudida.
Nos últimos quatro meses tenho passado por coisas inéditas na minha vida, conquistado algumas coisas meteriais, mas estou com medo. Agora minha Universidade anunciou a volta às aulas e faz um mês que assinei a carteira.
Estou completamente dividido entre pedir demissão e seguir com o curso, mesmo nessa época de instabilidade. Quero muito isso, já juntei uma grana que me asseguraria por uns três meses, mas tô com medo de pedir demissão. Tenho medo de não conseguir outro emprego, mas queria me dedicar exclusivamente às aulas.
Ou seguir trabalhando e estudando, correndo o risco de não dar conta de algo que queria muito me dedicar que é o curso que eu amo. Tenho medo de não conseguir outro emprego depois de graduado.
Que insegurança. Tenho acordado e dormido pensando nisso e minha psicóloga não está podendo me atender. Tá complicado decidir.
O que vcs fariam?
submitted by gabegabegabegabegab to desabafos [link] [comments]


2020.08.11 19:14 GILLLLLLLLLLL mandei um texto falando sobre o que passo com ansiedade e depressão no grupo da família e “me assumi” para eles

eai turma, já adianto que não é meme nem história engraçada
digamos q é a história da minha vida, vou mostrar pra vcs um texto pessoal para um caramba que mandei no grupo da família pois cansei de certas atitudes dos mesmos
desabafei (sobre minha ansiedade e depressão) e logo depois sai do grupo mas depois peguei o celular da minha mãe e mandei mais um texto “assumindo” (não gosto muito desse termo) minha sexualidade que sempre é comentada nas reuniões de família, pra eu poder encerrar tudo isso de uma vezmeu objetivo aqui é dizer que quem passa por isso não está sozinho, vai no seu tempo e na hora certa tudo vai se encaixar
eu adoro essa comunidade e adoro o luba por isso decidi deixar registrado aqui
muita paz e luz pra vocês
*texto 1*
Boa noite! Vou sair do grupo e vou explicar o motivo pra ninguém ter dúvidas. Nos últimos dois anos, estou passando por vários e vários momentos difíceis. Crises de ansiedade, remédio pra cá remédio pra lá e a nossa temida depressão. Não gosto de falar que tenho depressão pois muitos pensam que é só pra chamar atenção, mas já fui ao médico e fui diagnosticado com ansiedade e depressão ano passado e pra que não sabe tomo remédios pra melhorar desde então. “Nossa mas um jovem como você, com a vida toda pela frente, nem tem motivo pra ficar assim, você nem trabalha, só tem que estudar, tem a vida muito mais ‘fácil’ do que todos os seus irmãos já tiveram” etc, eu entendo o lado de quem pensa assim e eu gostaria muito de entender porque me sinto desse jeito. Estou fazendo o meu melhor pra me sentir bem e seguir minha vida, a mãe sabe disso apesar de não comentar com vocês essa parte. Tá mas o que isso tem haver com o grupo? Bom depois de pensar muito e analisar várias coisas sobre pedagogia, inclusive os casos de depressão da nossa família, soube que a maioria dos ‘gatilhos’ ou motivos de eu estar assim vem da família, ou seja várias pessoas da minha própria família tiveram atitudes que não me fizeram bem ao longo dos meus quase 18 anos. Enfim, após esse domingo decidi que não quero mais me relacionar com essas pessoas, pessoas que me fazem mal, pessoas tóxicas, pessoas que só sabem criticar e não ajudar, decidi cortar essas pessoas da minha vida para minha própria recuperação e para meu bem estar. Não é todo mundo da família que é assim, amo muitos de vocês daqui, alguns sempre me trataram muito bem, tentaram me ajudar e eu agradeço por isso, de verdade, alias estou morrendo de saudade dessas pessoas. Mas infelizmente pelo ato de alguns tenho que fazer isso. Sei que não falo muito no grupo, nem interajo muito também e esse é um dos motivos pra isso. Provavelmente não farei falta aqui mas senti que precisava tirar esse peso das minhas costas. Espero não estar estragando o domingo de ninguém, não é essa minha intenção. Minha intenção é informar aqueles que se importam da minha saída. Estarei sempre disponível pra conversa caso alguém queira, seja pra resolver problemas ou só pra saber como cada um está, aliás conversa é a chave pra tudo.
*texto 2*
oi galera sou eu de novo (gilberto) e só queria falar de um assunto que também é muito comentado sobre mim, já que falei o que estava sentindo
“ah o gilberto é gay ou é homem” e essas coisas
se a minha sexualidade é tão importante pra vocês e tão comentada nas reuniões de família então que saibam que eu sou bissexual, eu gosto de mulheres e homens
significa que se eu me apaixonar por uma mulher eu vou namorar com ela e se eu me apaixonar por um homem eu vou namorar com ele
não, não é fase, não é fogo, não é a idade, esse sou eu, aceite quem quer
aliás não precisam entender só precisam respeitar
não fiz nem faço mal a ninguém por isso e nem vou
nem tentem me mudar, nem tentem falar que é doença porque já estou cansado de ouvir isso
mais uma vez esse sou eu e sempre vou ser
sempre gostei dos dois desde pequeno então quem tem que saber disso sou eu
não me importa se na sua época tinha ou não, ou se tenho que ficar escondido ou sei lá o que pensam
isso não vai afetar em nada em mim, não vai afetar em arrumar emprego, em ter amigos, em ser feliz
quem o filho gosta ou deixa de gostar ou se atrai NUNCA deveria ser um problema pois ninguém muda por isso
eu sou simplesmente o beto que todos conhecem desde pequeno e não vou mudar por nada
vou tentar sempre ser aquele menino cantante e alegre que eu era
obrigado a quem me apoia e entende ou simplesmente respeita sem entender
obrigado também a quem mandou mensagem, se temos problemas vamos resolver pois a vida é curta e a gente não deve ficar perdendo tempo com coisas bobas
mais uma vez obrigado e boa noite

*final: a reação dos que me mandaram mensagem no pv foi melhor do que imaginei, sei que alguns não concordam com o que falei mas pelo menos o pessoal da familia que eu amo me apoia.
submitted by GILLLLLLLLLLL to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.06 06:08 denesfernando Sou Babaca Por Querer Que O Namorado Da Minha Amiga Não Passe Mais A Quarentena Aqui E Volte Pra Casa Dele?

Olá Luba, editores, gatas e Turma. Essa história que vou compartilhar aqui é recente, ainda estou tratando em terapia, mas ela começa um pouquinho lá atrás.
Um ""pouco"" de background para situar a todos de onde tudo isso começou.
Em 2013 comecei namorar um cara que vou chamar de Karen, por ele ser muito, mas muito CUSÃO (inclusive, ele se parece muito com você Luba e por vocês serem tão idênticos, eu passei um bom tempo sem assistir o canal, pois não conseguia te ver sem lembrar dele). Mas, enfim, em 2015 ele e o grupo da faculdade dele decidiram morar todos juntos em uma casa perto da faculdade, pois estava exaustivo para todos trabalharem em pontos distintos da cidade (São Paulo, para se alguém quiser se situar).
Então, em janeiro de 2016, eles se mudaram e eu ia para lá aos fins de semana, até que acabei me mudando para a casa em Junho do mesmo ano, no dia do meu aniversário.
Pois bem, foi uma fase horrível da minha vida por causa do meu ex, terminamos em maio de 2017 e tive que sair da casa. Esse meu ex era um abusador, um aproveitador, a pior pessoa que eu poderia ter conhecido na minha vida. Os abusos psicológicos que ele cometeu comigo, afetaram totalmente minha confiança e em como eu viria a me relacionar com outros caras, fora as crises de ansiedade que eu arrasto até hoje.
Mas então, eu fiquei amigo dos amigos dele da faculdade e em especial da Karls que virou minha melhor amiga.
Em 2017 eles terminaram a faculdade e em 2018 o contrato da casa venceu e eles finalmente poderiam se mudar, áquela altura ninguém suportava mais olhar pra cara do Karen.
Então, foi nesse momento, que a Karls e o Akarls me chamaram para vir morar com eles numa nova casa. Sem o Karen. E hoje nós três vivemos como uma família feliz com os nossos pets.
2019
Eu conheci um cara, eu vou chamar ele de Lars.
Lars e eu começamos a trocar mensagens, se conhecer, nos aproximarmos. Até então, antes dele, todos os outros caras que eu acabei ficando, não davam certo, (tem muito gay problemático nessa cidade). Mas Lars foi diferente, conforme nos conhecíamos, ele ia transpondo todas as muralhas que eu usava como defesa, pois meu maior medo seria voltar para um relacionamento abusivo, tóxico e doentio.
Com o Lars eu fui bem devagar, realmente queria conhecer ele, pra ver se o que eu estava sentindo era o certo e se ele não iria me fazer mal.
Nesse tempo conhecendo ele, eu desabafava com Karls todas as minhas inseguranças, pois ela tinha vivido todo o meu drama com o meu ex, ela sabia dos meus medos, receios, inseguranças em me relacionar com alguém e ela me dava todo o apoio, pra poder voltar a acreditar e saber que nem todo mundo é igual o Karen, que na verdade eu dei azar com o Karen, mas que não seria assim de novo.
Depois de tantos embates sobre minhas agruras eu acabei me desarmando e me permiti começar algo com o Lars.
Um mês e meio depois, finalmente decidi trazer ele em casa, para conhecer meus amigos e 😏.
Então, foi nesse fim de semana de novembro de 2019 que coisas aconteceram.
Depois de ficarmos, acabei aceitando os meus sentimentos por ele, pensei que depois de tanto tempo solteiro, passando por aventuras fracassadas com pessoas que não se encaixavam, onde a química só proporcionava uma reação inicial. Ali estava talvez o momento de poder compartilhar momentos com alguém.
Mas aquele início de sonho desmoronou muito rápido. No domingo quando ele estava pra sair para trabalhar, Lars me contou que iria para o Beto Carrero com um amigo. Fui pego de surpresa, pois ele não havia mencionado nada nas nossas conversas durante a semana.
Na época, Lars trabalhava como bartender numa cafeteria e reclamava de trabalhar muito, não ter finais de semana livres e só folgar nas segundas-feiras.
Como não tínhamos oficializado nada, nossa primeira vez foi na noite anterior e o fato de estar disposto a querer começar a construir uma relação tinha sido algo que eu havia arrazoado no meu coração, achei absurdo demais eu questionar porque ele não tinha me falado nada antes.
Tudo bem, ele iria no Beto Carrero com um amigo, logo após sair da cafeteria. Pegaria o ônibus na estação do Tietê no domingo a noite, passaria o dia no parque, já que a folga seria na segunda, e na segunda a noite ele voltaria e iria trabalhar na terça-feira de manhã. Eu, pelo menos, imaginei que seria assim.
Na segunda-feira, eu fui trabalhar normal, vi as fotos dele no Beto Carrero, os stories no Instagram aparentemente nada de estranho, mas a primeira coisa que me chamou a atenção foi o fato dele não ter postado um único story com o amigo, mas até aí, se eu encucasse com isso, seria uma atitude tóxica e eu não queria isso. Numa relação deve existir confiança.
Nós não nos falamos o dia inteiro, pois eu não iria ficar o importunando num passeio como aquele, que ele aproveitasse o máximo possível. Foi quando às 18:00 eu resolvi mandar uma mensagem para ele, já que eu estava saindo do trabalho.
A mensagem era mandando um "oi" e desejando que ele tivesse se divertido bastante e fizesse uma viagem tranquila de volta.
Foi quando ele me respondeu que não voltaria aquela noite, que ele iria para Balneário Camboriú com o amigo passear de barco. Eu fiquei completamente sem reação, foi um choque. Ele só reclamava de como o trabalho explorava ele, não era flexível e do nada, de uma viagem totalmente espontânea que aconteceu aleatoriamente pra aproveitar um dia de folga num bate e volta, surgiu uma folga no dia seguinte.
Eu não tive como não ser arrastado de volta para os tempos do Karen, onde eu fui trouxa por anos, onde ele matava aula pra transar na escada da faculdade, dizia que ficava até mais tarde no serviço pra não pegar trânsito, mas na verdade ia para dates furtivos de apps de pegação (inclusive tenho uma história ótima com relação a isso da época do Karen), enfim, meu cérebro e meu coração ligaram o sinal vermelho, as sirenes começaram a zunir no meu ouvido, a última coisa que eu queria era ser enganado como fui na minha última relação.
Voltando, Lars não falou mais nada depois disso, fui pra casa naquele dia. Na terça-feira de manhã, outro sinal de alerta, não tinha nenhuma mensagem no celular. Isso poderia ser irrelevante, se a gente não tivesse passado o último mês e meio, trocando várias mensagens e memes da hora que acordava até a hora de dormir. Me senti mal, a conversa tinha morrido da noite para o dia, fiquei angustiado, pois eu estava começando a gostar dele e aquilo mudou da noite para o dia.
Terça-feira se foi, ele em Balneário Camboriú, fotos e stories no Instagram se seguiram e nada desse amigo misterioso.
Finalmente, a noite ele estava voltando e mandou uma mensagem dizendo que estava exausto, mas estava voltando. Nesse momento, minha mente já tinha formulado mil e uma histórias, mas resolvi ser prudente, apesar da angustia que estava sentindo.
Foi difícil dormir aquela noite, na manhã seguinte, ele mandou uma mensagem dizendo que havia chegado, estava exausto, mas estava indo trabalhar.
Nossa conversa, já não era a mesma, algo tinha mudado, as palavras ou a ausência delas são um termômetro para o coração, escrever para outra pessoa é um ato de conexão e o nosso elo havia se rompido.
Foi quando resolvi confrontá-lo.
Segue abaixo a conversa no whatsapp:
[28/11 11:56] Denes: Desculpa, Lars.
[28/11 11:56] Denes: Eu não sei de fato o que aconteceu
[28/11 11:56] Lars: Pelo o que ?
[28/11 11:56] Denes: mas desde terça que eu sinto que nossa conversa morreu
[28/11 11:56] Lars: :(
[28/11 11:56] Lars: Eu que peço desculpas
[28/11 11:57] Denes: se vc puder me dar uma luz
[28/11 11:57] Lars: Questão de conversa tbm não sei ... :(
[28/11 11:58] Lars: Não quero ser cuzao contigo
[28/11 11:58] Denes: me diz o que tá acontecendo
[28/11 11:59] Lars: Gosto olhando no olho
[28/11 11:59] Lars: Gosto de vc
[28/11 11:59] Denes: talvez não haja olho no olho se eu não entender o que está acontecendo
[28/11 12:00] Denes: eu tb descobri que estou gostando de vc
[28/11 12:00] Denes: descobri de uma maneira bem ruim
[28/11 12:00] Denes: só quero que vc me diga
[28/11 12:00] Denes: sem medo
[28/11 12:02] Lars: Eu recebi uma ligação de alguém antes de viajar que me deixou balanceado
[28/11 12:02] Denes: prossiga
[28/11 12:02] Lars: Não gosto da ideia por aqui
[28/11 12:03] Lars: Mas tá bom ...
[28/11 12:03] Denes: por favor, agora que começou, não pare
[28/11 12:03] Lars: Pouco antes de conhecer vc eu tinha acabado um relacionamento ...
[28/11 12:03] Denes: hum
[28/11 12:04] Lars: E tipo ainda algo que me deixa balançado e tal ...
[28/11 12:05] Denes: entendi
[28/11 12:05] Denes: ah...
[28/11 12:05] Lars: E tipo não quero mentir pra vc
[28/11 12:05] Lars: Nem ser um cuzao contigo me entende
[28/11 12:05] Lars: Quero ser sincero sempre
[28/11 12:05] Lars: Não só com vc mas comigo mesmo
[28/11 12:06] Denes: então, o livro de Harry Potter que está com vc, foi um presente de um amigo meu que faleceu esse ano, será que posso pegar com vc na catraca amanhã da Santos Imigrantes
[28/11 12:06] Lars: Sim ... Claro ... Mas queria conversar mais com vc pessoalmente
[28/11 12:06] Lars: Se não se importar
[28/11 12:07] Lars: Tenho um presente pra vc
[28/11 12:07] Denes: eu vou me importar
[28/11 12:07] Denes: por favor, sem presentes
[28/11 12:07] Lars: Tudo bem :(
[28/11 12:09] Denes: amanhã as 8:30 te encontro na Catraca
[28/11 12:09] Lars: :( eu lhe entendo sabe ... Mas confesso que gosto de vc e queria que vc permanecesse na minha vida independente de qualquer coisa
[28/11 12:09] Denes: não será possível
[28/11 12:09] Lars: Tudo bem eu entendo vc ... :(
[28/11 12:09] Lars: Me desculpa
[28/11 12:10] Denes: te encontro amanhã na catraca sem falta
[28/11 12:21] Lars: Hj vc sai que horas do trabalho?
[28/11 12:24] Denes: Desculpa, Lars. Mas eu só pretendo te encontrar para pegar o meu livro. Não, temos nada para conversar. Você não me deve satisfações, justificativas ou esclarecimentos. Apenas o meu respeito. Mas, mesmo assim. Esse ponto final precisa ser colocado.
[28/11 12:25] Lars: Tudo bem eu entendo e respeito vc ... Falei de hj pq posso te entregar hj o livro
[28/11 12:25] Lars: Ele está comigo aqui no trabalho
[28/11 12:26] Denes: Eu saio às 18:00
[28/11 12:26] Lars: Posso te entregar hj o mesmo horário ... Na estação melhor pra vc
[28/11 12:27] Denes: Que horas na Santos Imigrantes vc vai passar por lá?
[28/11 12:27] Lars: Umas 19h a 19:30
[28/11 12:28] Lars: Mas espero a sua hora
[28/11 12:28] Denes: Okay, as 19:00 estarei lá
[28/11 12:28] Denes: Se chegar antes estarei sentado em algum dos bancos da plataforma
[28/11 12:29] Lars: Tá bom
[28/11 12:29] Lars: Sei o que vc vai falar ... Mas desculpas :(
Quando ele falou dessa ligação do ex e ficou balançado, eu senti uma enxurrada de sentimentos negativos, o tsunami de chorume que eram as mentiras do Karen voltando a tona. Todas as desculpas esfarrapadas, parecia que eu estava vivendo tudo outra vez.
Eu estava cego, na gana de não querer cometer os mesmos erros do passado, acabei sendo seco, duro e intolerante, condenando um pelos erros de outro.
Eu já tinha sentenciado dentro de mim que aquela viagem foi algo que ele tinha programado com o ex e que tinha ido com ele e que eles tinham se acertado e que ele queria me manter como step se nada desse certo. Enfim…
Nesse mesmo dia, fui buscar o meu livro (um fato curioso, esse livro que foi presente de um amigo que veio a falecer em 2019, foi um presente pra me lembrar o quanto eu sou uma pessoa corajosa, era a edição de 20 anos da Pedra Filosofal nas cores da Grifinória e dentro ele escreveu a famosa frase da Luna "As coisas que perdemos sempre acabam voltando para nós. Mas nem sempre na forma em que pensamos." https://imgur.com/a/ebJFd2U
Ironicamente, quando paro pra olhar isso em particular, penso na grande ironia de tudo.
Eu cheguei antes na estação, fiquei esperando, sentado num banco na plataforma, vendo vários trens passando, várias pessoas descendo na estação vindo depois de mais um dia de trabalho. A minha ansiedade estava a mil, eu queria chorar, estava angustiado com tudo aquilo, pior, sem entender como "tinha cometido" o mesmo erro outra vez.
Ele chegou uns 15 minutos depois, estava com o livro na mão, eu peguei o livro e então ele me estendeu os braços pedindo um abraço, fiz com ele o que eu devia ter feito com o Karen, olhei para ele com a minha pior cara de desgosto e nojo e falei "Adeus", virei as costas e deixei ele lá.
Hoje, não me orgulho do que eu fiz, sinto vergonha quando penso, mas para que vocês entendam aquele gesto, mesmo ele não sabendo, era algo traumatizante, no término com o Karen, quando coloquei minhas malas e meus livros no táxi, ele chegou até mim e na maior cara de pau, na sua maior interpretação pra burguês ver, ele me pediu um abraço e o trouxa aqui cedeu esse abraço, então ele sussurrou no meu ouvido "Sou eternamente grato por tudo o que a gente viveu e você vai sempre poder contar comigo para o que você precisar" e quando eu precisei o que eu ouvi? "Não tenho obrigação nenhuma de te ajudar."
Quando eu saí da estação, bloqueei o Lars em todas as redes sociais, Facebook, Instagram, Whatsapp e até o número dele pra ele não me mandar SMS ou ligar. Não queria nunca mais ouvir falar dele pelo resto da minha vida.
Alguns dias se passaram e a Karls me contou que Lars havia mandado mensagem para ela no Instagram dizendo que estava preocupado comigo, queria falar comigo e eu irredutível falei que nunca mais queria saber nada a respeito dele.
Então ali eu tinha colocado uma pedra em cima desse assunto, vida que segue.
Dezembro de 2019
Karls é uma garota muito linda, mas em todos esses anos de amizade ela só se envolvia com os piores caras do Tinder, uma fase da vida dela que fazemos piada, mas que se você olhar atentamente, era bem triste.
Ela tinha o sonho de conhecer um cara bacana, compartilhar momentos, viver toda aquela fantasia de namoro, dormir abraçada, assistir anime, cantar músicas da Disney e cozinhar todos os pratos possíveis de todos os programas de culinária que existem no mundo.
Depois de anos, esse cara apareceu. Vamos chamá-lo de Darls.
Darls é um cara super carismático, que faz amizade por onde ele passa, falador, contador de piada, solicito, uma pessoa que todo mundo iria adorar ter como amigo.
JANEIRO 2020
Parecia que Darls sempre esteve nas nossas vidas, Akarls e eu o recebemos de braços abertos, pois víamos o quanto ele fazia Karls feliz.
Logo ele começou me pedir dicas e mais dicas de coisas que fariam a Karls feliz e nesses 5 anos de amizade eu era a pessoa que mais sabia de tudo o que a Karls gostava.
FEVEREIRO 2020
Eles oficializaram o namoro, (meio rápido, mas…), então ela entrou numa tour para conhecer todas os amigos dele, pois ele queria apresentar a namorada para as pessoas importantes na vida dele.
Darls mora a 35km de distância, num bairro distante, 2 horas de viagem no mínimo, mas ele sempre estava vindo passar mais tempo aqui.
MARÇO 2020
Pandemia chegou, isolamento social foi instaurado, pessoas em casa. Eu sou editor de vídeo, então estou trabalhando em casa desde que esse inferno começou. E quem acabou vindo para cá, também? Exatamente, Darls.
A companhia dele era agradável, e por vermos Karls feliz, nada objetamos, aceitamos naturalmente a estadia dele aqui. Mesmo que nunca tenhamos conversado isso entre nós, foi natural olharmos para a felicidade dela.
ABRIL 2020
Um mês de quarentena, eu sou uma pessoa ansiosa. Solteiro que passou da barreira dos 30, já havia sentenciado que não conheceria ninguém e morreria só, pois já estava sem esperança de conhecer alguém em um mundo sem um vírus mortal, imagina em um mundo onde estar perto 2 metros de alguém pode ser sua sentença de morte.
Eu comecei entrar numa crise terrível, comecei trabalhar demais, a fazer 12 horas de trabalho por dia e no meu tempo vago eu comecei a assistir todos os filmes e curtas gays já foram produzidos no mundo. E nisso, fiz a burrada de assistir um filme que superestimei por anos.
Brokeback Mountain.
'O que eu fiz da minha vida?'
Eu fiquei tão mal, mas tão mal, que naquela noite eu fui dormir chorando e os dias que se seguiram eu tive tanto remorso pelo final daquele filme, que certo dia eu comecei chorar na frente da Karls e do Darls enquanto a gente almoçava.
No final de abril, meu tio implorou que eu fosse na casa dele, pois estava tendo um problema entre minha mãe e minha irmã e ele estava preocupado da minha mãe acabar se metendo em um avião e vindo pra São Paulo no meio de uma pandemia. Fui, como se eu já não estivesse colapsando, ainda tinha que resolver o problema de outras pessoas.
Naquela semana, eu assisti um vídeo, tenho 80% de certeza que foi no LubaTV os outros 20% acho que foi no canal do Henry Bugalho, que falava sobre perdão, algo do tipo "se não perdoamos, do que adianta pedirmos desculpas" e eu já estava muito reflexivo.
De noite, eu estava no apartamento do meu tio, quando recebi uma notificação de que alguém tinha me seguido no Twitter.
Abri a notificação e vi que era o Lars me seguindo quase 6 meses depois. Ele não tinha twitter e tinha criado uma conta por causa da quarentena.
Minha primeira reação foi bloquear ele, mas aí bateu aquele turbilhão de coisas acumuladas nessa quarentena. O final de Brokeback Mountain, a fala sobre perdão e um detalhe sobre o Lars que pesou muito, ele tem diabetes, acho que é um tipo raro, ele desenvolveu super novo, ele toma dois tipos de insulina, ele é grupo do risco.
Sentei no sofá e me perguntei, 'o que ele queria depois de todos esses meses? Ele não entendeu o meu "Adeus"?'
Pois, bem. Fui até o Instagram, desbloqueei ele e mandei a seguinte mensagem:
"O que você quer?"
Ele levou uma meia hora pra me responder, o 'digitando…' parecia eterno.
Resumindo, ele falou que se importava muito comigo, que eu marquei a vida dele, que nunca quis se distanciar de mim, que jamais foi a intenção me magoar com o que quer que tenha acontecido e que nunca dei a oportunidade dele se explicar.
E eu respondi, que não importava o que ele tivesse para me dizer, não ia mudar a opinião que eu tinha sobre ele.
Ledo engano, meus caros.
Fui dormir às 4 da manhã, tirei tudo de dentro de mim, tudo o que eu inventei na minha cabeça. Porque no meu relacionamento anterior eu ouvi tantas mentiras, que acabei jurando que qualquer um iria mentir para mim, era o único referencial que eu tinha.
Só para que vocês saibam, era realmente um amigo, as fotos que ele tirou junto com o amigo no Beto Carrero, foram todas no celular do amigo a folga da Terça-feira, o chefe dele estava devendo uma folga para ele e como ele não iria poder tirar essa folga a mais do que as que estavam previstas para Dezembro, o chefe deu a folga pra ele na terça para que ele aproveitasse mais um dia de viagem. E sim, o ex dele ligou, ele ficou balançado, pois eles tinham tido uma história recém terminada, mas ele me contou, primeiro porque eu insisti, mas também porque ele não queria mentir pra mim, já que eu tinha todo esse problema com mentiras, então ele queria ser honesto comigo desde o início e que nunca foi a intenção dele voltar com o ex, tanto que ele não voltou, ele queria estar comigo, e que mesmo tendo passado todo aquele tempo ele nunca tinha me esquecido e não tinha desistido de mim.
Eu falei para ele que não sabia como reagir a tudo aquilo, disse que não sabia se seria capaz de confiar nele. E que ele não tivesse esperança, mas que eu iria refletir sobre tudo aquilo.
Então eu voltei pra casa e compartilhei a história com Karls e Darls.
Karls ficou meio com o pé atrás, mas Darls me apontou os erros que eu cometi, me fez enxergar o quanto eu tinha exagerado pelo medo e desconfiança que eu tinha, que não tinha nada a ver com Lars e minha ficha caiu.
Agora, tudo o que me restava era o meu orgulho, eu precisava passar por cima disso.
Voltei a conversar com Lars, aos poucos, foi difícil no início, mas ele foi muito tolerante, eu expliquei que não estava sendo fácil voltar a conversar com ele, mas que compreendi que muito daquela situação era culpa minha.
Ele começou a me mandar mensagens de manhã e a noite, de bom dia e boa noite e esporadicamente algum meme. Foram duas semanas conversando quando houve a necessidade da gente se ver. Eu não sabia como iria reagir.
Sim, ele viria aqui em casa no meio de uma quarentena, mas antes que cresça os julgamentos, moramos próximo um do outro, ele viria a pé, sem pegar nenhuma condução e num horário de pouco fluxo.
MAIO 2020
Então comuniquei que ele viria aqui em casa para Karls, Akarls e Darls. Aparentemente, achei que todos tinham recebido a notícia de bom grado.
Ele veio, a primeira coisa que ele fez foi ir para o banheiro tomar banho, com Covid não se brinca. Depois, sentamos e conversamos, e mais uma vez, eu falei tudo de novo, dessa vez olhando no olho, colocando tudo a limpo, uma conversa franca, contei de todas as impressões que eu tive de tudo o que aconteceu, como a narrativa se construiu na minha cabeça e porque agi da maneira que agi.
Em contra partida, ele disse que estava tudo bem, disse que ficou muito chateado, mas os amigos dele conversaram com ele dizendo que tinha um motivo para eu agir como eu tinha agido. Ele me falou que nunca me esqueceu e queria ter uma oportunidade de conversar comigo e esclarecer as coisas, pois sabia que tudo tinha sido um grande mal entendido. Ele falou que mandou várias mensagens para a Karls, mas não obteve resposta. E quando ele me mandou o convite no Twitter, ele disse que seria a sua última tentativa de se aproximar de mim, se não desse certo, ele mesmo desistiria de tudo.
Ele passou três dias aqui em casa, eu não me abri tanto com ele com relação a isso, mas eu senti muito remorso por como as coisas aconteceram por minha causa.
Outra coisa, lembra na mensagem, quando ele falou que tinha um presente para me dar e eu falei que não queria? Ele trouxe o presente, ele guardou o presente todo esse tempo e disse que toda vez que via o presente, ele lembrava de tudo o que a gente viveu e a coisa que ele mais queria era me dar esse presente, que ironicamente ele comprou na viagem para o Beto Carrero.
Era um funko do Harry Potter, já que eu amo muito Harry Potter. (Não, não sou transfóbico, eu amo Harry Potter desde 2000). http://imgur.com/gallery/cah0Ry7
Ele voltou pra casa dele. Continuamos a nos falar, reatar laços, ter essa troca.
Compartilhei minhas impressões com Karls e Darls, eu estava relutante, desacreditado. As pessoas subestimam relacionamentos abusivos, mas a gente carrega coisas por anos, os estragos são terríveis, estava eu provavelmente estragando uma oportunidade de ser feliz por medo de ser feliz.
As coisas foram devagar, estávamos conversando de nossas rotinas na quarentena, ele o quanto sentia falta do trabalho e não aguentava mais assistir séries e eu o quanto estava trabalhando e engordando, já que editor de vídeo trabalha em casa, praticamos isolamento social antes disso "estar na moda" (✌️ salve editores do canal, eu juro que tô escrevendo essa história que já passa de 4 mil palavras, pensando se realmente o Luba lerá essa história na Turma-Feira, fico imaginando no trabalhão que vocês vão ter pra editar, se eu puder pedir, posta a Timeline pra eu ver como ficou no final, curto muito timelines [Sim, pra quem não entende, isso é meio creep]).
JUNHO 2020
Lars voltou, veio para estar comigo no meu aniversário, inclusive ele me presenteou com Find Me do André Aciman, ele disse que queria me dar a muito tempo, pois em novembro do ano passado eu estava lendo Call me by your name e eu estava namorando pra comprar o livro quando fosse lançado, mas não deu nem tempo dele poder comprar na época.
No meu aniversário, resolvi cozinhar para comemorar, fazer escondidinho de frango. Eu estava de folga e queria fazer algo especial para Karls, Darls, Akarls e Lars. Eu passei a tarde e começo da noite cozinhando e Lars me ajudando.
Então, aconteceu o estopim de todo o caos.
Karls e Darls desceram e viram que o escondidinho não estava pronta ainda, ela fechou a cara e disse "Nossa, ainda não está pronto?". Depois eles fizeram um sanduíche e comeram e subiram, bastou aquilo pra me entristecer, até entendo que ela poderia estar com fome, mas ela bater porta de armário e a porta da geladeira acabou todo o meu ânimo, me senti super mal.
Comi aquele escondidinho triste, o clima na mesa estava tenso e na boa o que era pra ser uma comemoração no que eu acreditava ser entre família, foi a porcaria de um jantar de aniversário que eu perdi tempo fazendo.
Lars voltou pra casa dele, continuamos nos falando e estreitando os laços, aproveitando a companhia um do outro, e finalmente no meio de toda essa situação de merda que estamos vivendo no planeta, senti uma esperança de que talvez tudo daria certo, pelo menos uma vez.
Mais uma vez, ele veio passar o fim de semana aqui em casa, e foi divertido, assistimos filme, contamos piadas e o melhor, eu estava podendo dormir abraçado com ele, por a cabeça no travesseiro e não me sentir só.
JULHO 2020
O mês do caos, eu odeio Julho, por tantos motivos, sério. Eu tenho inúmeras histórias de desgraças nesse mês que PQP (Gif da Xuxa).
Lars me mandou mensagem dizendo que ele teve uma briga terrível com o sobrinho dele, na briga eles só faltaram sair na porrada, ele falou que estava mal por estar na casa da irmã dele e por toda essa indisposição com o sobrinho que tem 18 anos e é um completo folgado. Ele disse que iria procurar um lugar pra ficar, mas até lá, ele perguntou se poderia ficar aqui até encontrar esse lugar.
E como eu já fui colocado pra fora de casa pelo meu tio e me vi sozinho, eu sei o quanto é importante ter alguém pra estender uma mão amiga nessa hora.
Eu respondi que sim, mas que ia comunicar o Karls e o Akarls. Expliquei a situação Lars e eles falaram que tudo bem.
A Karls começou a fazer um freela permanente em um grande estúdio aqui de SP, então ela já não estava ficando em casa e quando estava, ficava a maior parte do tempo com o Darls, que ficou aqui em casa, mesmo ela trabalhando regularmente, já que as coisas estão flexibilizadas por aqui.
A princípio, Lars ficaria aqui até dia 10, ele tinha acertado de ir morar com um pessoal que ele achou num grupo do Facebook, mas o lugar onde esse pessoal ia morar não deu certo, pelo o que ele me contou, foi lance com a Porto Seguro, ele ficou decepcionado, porque os meninos eram legais. Então, ele voltou para a busca de encontrar um lugar pra ficar, eu inocente disse que ele poderia ficar o tempo que precisasse.
Interiormente, eu queria me redimir por toda a injustiça que foi o nosso início, queria fazer certo dessa vez, pois ele estava sendo bom pra mim e eu nunca tinha tido isso, esse convívio.
Enquanto ele estava aqui, comecei a ter companhia para o almoço, passei a comer direito, já que ele é obrigado a comer certo por causa da diabetes, eu estava até me alimentando nos horários certos. As noites assistíamos séries abraçados, até a hora de dormir. Parecia um oasis no meio de todo esse inferno que estamos vivendo, por um único instante eu esqueci de tudo de ruim.
Nesse período, ele estava procurando vários quartos, mas só encontrava cativeiros sendo alugados por mercenários.
Conforme o mês ia passando, Karls estava bem estressada com tudo e quando estava todo mundo na cozinha, ela parecia evitar querer falar com ele. No início, eu pensei que fosse TPM ou alguma coisa em particular dela com Darls.
Mas eu tive certeza que era alguma coisa com o Lars, no dia que estávamos jantando e ela veio informar que o botijão de gás tinha acabado e ela tinha comprado um novo, mas ela insinuou que estávamos cozinhando demais. Eu fiquei, sem reação, pois não esperava por aquilo, como eu falei, ela e o Darls estavam fazendo todas as receitas que existiam na internet, como que o Lars 10 dia aqui era a causa do botijão ter acabado?
Então aquilo começou a ficar espinhoso e o meu erro foi não ter confrontado. Eu comecei a me sentir acuado com o Lars e não sabia o que fazer, ele já estava numa puta situação frágil por ter saído da casa da irmã por indisposição com o sobrinho e a coisa que eu mais queria era que ele se sentisse confortável na minha própria casa.
No meio de tudo isso, ele voltou a trabalhar e eu passei a acordar cedo junto com ele, pra tomar café e abrir o portão pra ele poder sair, num desses dias, eu levantei e fui no banheiro e enquanto eu usava, a Karls bateu na porta perguntando quem é que estava lá dentro de uma maneira meio ríspida, no caso era eu, mas o Lars viu a situação toda, ele não me falou, mas eu reparei que ele parou de tomar banho de manhã antes do trabalho. Dizia ele que o banho da noite era suficiente.
Depois, ele parou de tomar café da manhã, disse que tomaria café na cafeteria que ele trabalha.
A próxima coisa que aconteceu foi um dia que eu estava na cozinha e fui informado que Karls e Akarls decidiram que não iríamos mais fazer as compras de mercado juntos. E que só manteríamos os produtos de limpeza e higiene e que o resto era cada um por si.
Confesso, que na hora não compreendi o que estava acontecendo, eu estava muito desligado, na verdade não acreditava que os meus amigos estavam me excluindo por causa do Lars, eu estava sendo ingênuo, pois não imaginaria que aquilo estava acontecendo.
No meio desse caos todo, Lars, virou pra mim e disse que a irmã dele pediu que ele fosse na casa dela. Então ele iria direto do trabalho e dormiria lá no sábado para o domingo, já que estaria de folga e voltaria pra cá no domingo a noite.
Só que ele não voltou, ele disse que a irmã dele pediu para que ele dormisse lá mais uma noite. Pensei, okay, ele vem então amanhã direto do trabalho pra cá, mas aí ele não veio na segunda, foi quando o peso de tudo bateu.
A essa altura eu já estava angustiado com tudo aquilo e direcionei minha frustração para o lado errado, em vez de confrontar quem estava causando toda essa situação insatistória, eu cobrei dele, porque ele não estava aqui. Perguntei, porque ele não queria estar mais aqui. Ele falou que queria. Então, eu perguntei porque o domingo, virou segunda e agora a segunda virou terça? Ele hesitou, aí eu perguntei se era por causa da Karls e ele disse que só não queria incomodar ninguém.
Eu fiquei mal, por ele se sentir mais incomodado na minha casa do que na casa da irmã dele com o sobrinho folgado que estava fazendo da vida dele um inferno.
Fiquei desapontado, ele veio na quarta, conversei com ele, disse que iria conversar com a Karls sobre toda essa situação. Mas já era tarde.
Era a última semana de Julho, e antes mesmo que eu pudesse conversar com a Karls, Akarls chegou dizendo que não dava mais para dividirmos a conta de água como estávamos fazendo, por 3, teríamos que dividir por 5, já que a conta ficou mais cara.
Na sexta-feira daquela semana, Lars encontrou um quarto numa casa que ele meio que alugou as pressas e ele se mudaria na primeira segunda de agosto. Quando eu pude confrontar Karls, no sábado, sobre tudo aquilo, já era tarde. Falei que fiquei chateado deles quererem repartir a conta da casa por 5 com o Lars pelo mês que ele passou aqui, mas isso nunca foi nem cogitado nos 5 meses do Darls aqui. Falei que fiquei decepcionado por ela não ser capaz de enxergar a minha felicidade. Por não ser capaz de ver o quanto eu estava feliz, como eu enxerguei a felicidade dela com o Darls e o recebemos de bom grado dentro de casa por causa da felicidade dela. Disse que foi muito cômodo pra ela ter alguém pra poder dormir junto, assistir coisas juntos, ter os momentos a dois e quando eu pude ter o mesmo, ela não olhou para mim com os mesmos olhos.
Enfim, Lars se mudou, tomei esse tempo que poderia estar assistindo uma série com ele para escrever tudo isso. Angustiado e decepcionado. Darls não tem culpa de nada do que está acontecendo, mas agora acho completamente injusto ele estar aqui e o Lars não estar, não sei o que fazer, minha vontade é de falar, "acabou a quarentena para os dois, pode voltar para sua casa". Me sinto injustiçado e triste por alguém que eu amo tanto, não ter sido capaz de enxergar que eu estava feliz. É isso, estou esperando a próxima sessão da minha terapia e Karls e Darls estão lá no quarto dela e eu estou só.
E para finalizar, essa foi minha conversa agora a pouco com o Lars.
Lars https://imgur.com/gallery/PRrxEI6
submitted by denesfernando to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.28 16:35 OmikePepino Como fui de um Nice guy para um cara realmente legal. Kkkkkk

(para auxiliar na voz, eu sou um homem baixo de 25 anos) kk Oi, Luva, Editouros, gostosos e gostosas que estão acompanhando. Eu gostaria de contar a história de como eu fui um nice guy do qual tenho vergonha e ter sido. A história é grande mas eu juro que o "final" É a melhor parte
Em meados de julho de 2017 eu fazia uso do app do foguinho vulgo "chindler". Fazendo uso do app, eu dei match com uma garota gostosa e burra do jeito que eu gosto (é meme kk) nós conversamos pelo Tiinder e mesmo antes de nos encontrarmos eu já tive meu momento draminha em um assunto meio delicado. Eu sou tatuador, mas na época era apenas um aprendiz sem tatuagens visíveis. Certo dia falei pra ela que tinha intenção de fazer tatuagem na mão por que achava bonito (hoje tenho). Ela disse "se você fizer acho que eu não teria coragem de ficar com você". Não compreendi a motivação dela de dizer isso e disparei "Não vai ser agora que vou me privar de algo que eu gosto. Fui criado por uma família religiosa e já fui privado de uma infância e também de uma juventude saudável, não será agora que eu ou arrumar mais correntes pra me brecarem". Sinto que exagerei nesse momento, ela disse que falei de forma rude, chorou e blablabla. Eu, inocente como até hoje sou, me senti extremamente mal por tê-la magoado. Então pedi desculpa nos resolvemos, então marcamos de nos encontrarmos (no mesmo dia em que entrei para um estúdio de tattoo como aprendiz [pior coisa que fiz] kkk). O estúdio sugava minha sanidade de um lado por me fazerem de escravo, e ela do outro por achar que eu era responsável pela felicidade dela. Eu não podia dar presentes pra ela mas ela queria lanche quase sempre mas eu não recebia pra trabalhar no estúdio. Era simpesmente trabalhar e observar pra aprender algo útil. Nesse vai e volta (dependendo da reação do publico a essa história conto o quão agonizante foi pra mim esse "vai e volta" <3), quando era novembro, aniversário dela, eu queria fazer uma surpresa pra ela, peguei um trocado emprestado com meu irmão (50R$) e comprei uma caixa de doces gourmet com minha amiga e dei de presente pra ela. Ela adorou mas nessa altura nosso relacionamento já estava muito desgastado. (Foi no dia do aniversário dela também quase a matei trocando os medicamentos dela acidentalmente mas não assumo toda a culpa por isso mas é história pra outro momento). No mesmo final de semana desse ocorrido, ela quis ir só Outback, e eu, como um cavalheiro que sou, me senti na obrigação de pagar para ela. Peguei 200 reais emprestado com meu pai e a levei (foi Rolê mais humilhante do meu ponto de vista). Foi eu ela e alguns amigos. Um dos amigos dela falou que se mudaria para Portugal e pra encurtar, ela usou isso de pretexto pra dar total atenção pra ele (ficava abraçada com ele na minha frente enquanto eu estava sozinho sem ter assunto com os amigos dela) e me ignorou totalmente. Me senti deslocado e humilhado. Mas assumo total responsabilidade por não ter aceitado antes que não havia mais um relacionamento. Quando íamos embora ela anunciou que iria pra casa de um amigo dela em Suzano (amigo gente boa. Não desconfio que tenha rolado nada entre elas mas na época eu era ciumento e não compreendia) mas foi nesse momento que me caiu a ficha. Eu desisti de tentar, fui seguir minha vida, sai do estúdio pois não tinha mais sanidade pra permanecer. Fui cuidar de mim e esperar a notícia do término. Então, durante uma festa de halloween, eu fui o maquiador da turma. Enquanto eu fazia uma maquiagem que seria a campeã da competição de fantasia, veio a mensagem: "Michael. Quero terminar" Apesar de já saber disso eu fiquei quebrado, não consegui dizer nada além de "a gente pode ao menos conversar pessoalmente?" Ela disse que não queria me ver ainda. Pra eu esperar uma semana que ela viria até mim ou eu iria até lá. Eu estava muito depressivo e tenho anemia crônica. Meu peso normal é 65kg por que sou baixo. Eu estava com 53kg. Mas eu melhorei, voltei a me alimentar, treinar, fiquei saudável, até que no Réveillon eu me autosabotei da pior forma possível. Eu mandei mensagem desejando feliz ano novo pra ela (eu estava sob efeito de droga). Ela foi super gentil, me desejou de volta. Poderia nascer uma linda amizade nesse momento, mas não. Eu pedi pra voltar. Foi o último não que eu recebi antes do pior momento da minha vida. O ano de 2018 começou intenso. Me envolvi com drogas cada vez mais pesadas, cheguei até mesmo a vender. Só assim pra fingir que ela não existia. Porém, em março eu tomei um baque que foi a notícia que ela estava namorando novamente (direito total dela). Eu decidi que iria voltar a ser um bom filho/ irmão. Pagar tudo que peguei emprestado pra tentar fazer ela feliz (Nice guy falando). Arrumei um emprego, voltei pra academia, ia competir em um campeonato de fisiculturismo quando conheci a minha atual namorada. essa minha atual namorada, é a garota mais inteligente que conheço. Ela me dá orgulho por ser quem é. Minha sogra é um anjo na minha vida. Mas em dezembro de 2018 ela teve uma briga com o padrasto dela e veio morar comigo na casa da minha mãe. Ela prometeu que em janeiro ela já estaria procurando por outra casa e foi exatamente o que ela fez. Em fevereiro ela já estava se mudando para própria casa e disse pra mim: "Se você quiser continuar com sua mãe eu vou entender, mas adoraria que viesse comigo". Nesse momento eu estava desempregado pois estava novamente foco total na minha carreira de tatuagem. Por ela me dar total apoio eu aceitei ir morar com ela até por que minha mãe fazia um esforço imensurável para que eu desistisse de ser tatuador. Focado na vida de casado agora também, eu tive problemas. Não conseguia fazer tatuagens por que a senhoria da casa onde eu morava ficava plotando quem eu levava para lá. Um inferno. As coisas começaram dar errado na minha vida novamente (eu sou um cara azarado mesmo, Lubinha). No mês de maio eu perdi totalmente o tesão na vida. Pensava em suicídio e os caraio por que minha vida passou a desandar. Nem mesmo o amor incondicional que minha namorada me oferecia me confortava. Eu já tinha desistido. Meus amigos me chamavam no portão e eu ignorava. Ficava deitado fingindo que não escutava. Minha namorada comprou ingressos para uma convenção de tattoo para me animar. Funcionou muito bem. Eu voltei a desenhar, entrei numa maré de empolgação que não duraria muito. Eu tomaria outro golpe da vida. Minha máquina de tattoo queimou. Eu estava cheio de esperança no marketing digital mas nem isso deu certo pra mim. Minha namorada vinha me dizendo que estava pesado pra ela cuidar das contas sozinha mas eu não consegui fazer nada. Comecei a procurar emprego e adiar novamente meu sonho por um bom motivo. Mas foram 5 meses sem resultados. No mês de novembro nós mudamos para uma casa maior um pouco mais cara mas onde eu poderia ter a liberdade de vender minha arte. Nessa casa eu consegui trabalhar, fiz bastante trabalhos mas ainda assim tudo voltou a dar errado quando o bico que eu fazia no autódromo parou de acontecer por que estávamos em época de chuva. Eu ganhava menos com tattoo no início da carreira do que como controlador de acesso nesse bico. Eu só me fodo. Kkkkk Minha atual disse que queria um tempo pra ela poder organizar a vida dela. Ela basicamente havia desistido de mim, mas também, quem confiaria em mim se nem eu mesmo acreditava mais??? Se eu não arrumasse um emprego não daria mais. Veja bem como a vida é justa. Nesse momento eu arrumei 2 empregos e o dono do estúdio que eu contatei na convenção me chamou para trabalhar com ele. Kkk vida injusta. Eu estava numa sinuca. Meu sonho e meu amor estavam na mesma mesa cada um rolando pra um lado e eu teria que escolher qual eu salvaria de cair. Depois de muito pesar eu decidi seguir meu sonho. Julguem-me. Minha namorada falava palavras duras pra mim, dizendo que estava exausta, que não daria mais. Chegou a dizer que não me amava mais. Eu insisti por 2 semanas mas decidi dar total liberdade pra ela escolher o que queria: "Você escolhe se quer ficar ou se quer ir. Saiba que eu te amo e vou adorar se ficar, mas se for eu vou ficar bem. Não se preocupe" Ela decidiu ficar. Tudo começou dar certo. Era fevereiro e eu pagava o aluguel e sobrava um bom dinheiro pra gente sair final de semana. Aí um chinês resolveu comer um morcego e todos os estúdios/comércios tiveram que fechar. Desandando novamente. Hoje estou tentando retomar minha clientela que se dissipou demais nesse momento, mas ainda não tenho conseguido produzir nem ao menos o necessário para pagar meu aluguel...
A vida vai continuar me dando essas rasteiras. Mas eu vou levantar sempre, de novo e de novo. Se não tá bom eu vou fazer ficar. Agora eu estou total focado em ficar cada vez melhor no meu trampo pra poder ganhar uns troféus e pra dar a vida que essa minha atual merece. Não sei se falei. Minha atual e minha ex se tornaram muito amigas. Somos isentos de ciúme (acho que é o mínimo necessário pra namorar um tatuador) kkkkk
Desculpa pelo histórião Luvinha. Mas eu tenho uma história dessa tanto pros relacionamentos quanto pra vida profissional quanto pra familiar. Kkkkk
Luba. Caso leia. Sugira pro YouTube colocar um botão pra curtir quando em tela cheia. É muito chato ter que minimizar o vídeo pra dar like. Kk
Plot twist. Acabei de terminar com a minha atual ex.
Amo vocês galera. Agora é eu por mim <3
submitted by OmikePepino to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.25 04:16 sem_ideiaa O DIA EM QUE MINHA MÃE ACHOU QUE EU NAMORAVA MINHA MELHOR AMIGA

Olá á todos e todas que estiverem lendo minha história, se o Luba ler isso ficarei muito feliz kkk, enfim, tenho 13 anos e desde que me conheço por gente, eu conheço minha melhor amiga, vamos chamá-la de Desodorante (é um meme interno, não precisam saber), ela é uns meses mais nova, mas como ainda não fiz aniversário temos a mesma idade, nossos pais se conheceram na faculdade e começaram a sair juntos, nessa época nossas mães estavam grávidas, o que facilitou mais ainda na interação.
Depois que nascemos as duas famílias se encontravam, quando era ainda bem pequena sempre ia na casa dela, pois a mãe dela me chamava, era uma tensão muito grande pois ambas tínhamos muita vergonha pois estávamos ali por que nossas mães queriam, não ia lá pois era obrigada, eu até queria fazer amizade com ela, os anos se passaram a gente foi se soltando, não viramos melhores amigas de cara, nos denominamos assim no ano passado, mesmo com 11 anos de amizade já,
Mas esse foi o contexto, a história que vim contar aconteceu há algumas semanas, por conta da quarentena nós acabamos nos aproximando mais por incrível que pareça, começamos a fazer chamada de vídeo todos os dias/ noites/ madrugadas a gente dormia em call todos os dias, ficamos muuuito próximas, depois de meses chamando ela para vir aqui na minha casa, deu certo, e tomando todos os cuidados ela veio em casa passar o final de semana. Como de costume na semana inteira a Desodorante ficou animada em vir me ver, e você sabe aqueles colares de melhores amigas?
Então, uns meses antes a gente tinha falado sobre isso e eu amo pulseiras e falei que era legal ter isso para simbolizar a nossa amizade, ela disse que era brega e eu deixei pra lá pois só comentei mesmo, na semana antes de vir para cá ela disse que havia comprado alguns anéis e uns eram iguais e disse que iria me dar um para ser como um colar de melhores amigas (ela tinha mudado de ideia). Quando a Desodorante chegou aqui, ela me deu o anel e a gente fez parzinho, o fim de semana inteiro eu tentei esconder dos meus pais o anel, mas não porque sentia algo a mais sobre aquilo, era para evitar questionamentos e olhares tortos, meus pais nem viram pois sempre que passavam eu colocava a mão em baixo da mesa, e eu estava tão cansada pois tinha acabado de terminar a semana de prova que só queria aproveitar que minha melhor amiga estava na minha casa e não numa tela de celular, sem preocupação .
O fim de semana foi incrível e eu aprecio muito os momentos que tive com ela que vou guardar para sempre (o meme do desodorante surgiu nesse fim de semana em que ela esteve aqui), era terça-feira de tardinha, estava assistindo a reprise do RPG pois não assisti sábado pela visita, minha mãe me chamou para levar uma blusa para ela pois tinha acabado de tomar banho, e como minha mãe não estava passando bem, fui a ajudar a colocar a blusa, ela viu o anel na minha mão e eu já sabia que isso não ia dar bom.
PS: Minha mãe na maioria das vezes não acredita em mim pois quando coloca algo na cabeça era difícil de tirar, por isso eu só aceito pois sei que não tem o que eu fazer.
Mesmo assim falei com ela que não significava namoro (o que ela tava pensando) e sim um gesto de amizade, como ela não estava bem e também pelos motivos acima eu simplesmente saí de lá , não deu tempo de continuar o RPG naquele dia pois já tinha perdido 10 minutos da história. Fiquei a noite inteira ouvindo do quarto minha mãe criando teoria pro meu pai, ela até falou com a mãe da Desodorante, que a encheu de perguntas, a qual esclareceu pois tem uma convivência melhor com a mãe, mesmo assim minha mãe já havia enfiado na cabeça a história de que nós eramos namoradas. Agora está uma merda de clima estranho entre eu e a Desodorante e nós não nos falamos já faz algumas semanas, sinto falta da minha melhor amiga. Essa história ainda está ocorrendo pois por esse motivo minha mãe nem fala mais comigo direito e fica criando paranoias sobre mim que eu sei que são mentira, mas estou esperando para ver até onde ela vai, enquanto isso meu pai fala comigo normal e meu melhor amigo ouve 7 mil áudios de 53 minutos sobre isso.
Essa é minha história, espero que eu e Desodorante voltemos á ser amigas sem essa tensão e que tudo se resolva com a verdade, um beijo e obrigada por ler até aqui, eu escrevo bastante, você é um guerreiro kkkk xauzinho
submitted by sem_ideiaa to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.24 06:24 ComanderCupcake Problemas com minha mãe

Amo minha mãe. Considero ela minha amiga, e ela é sempre muito legal. Mas hoje aconteceu uma coisa que me deixou um pouco mais chateado do que o normal. Por conta da quarentena não estou indo muito na casa do meu pai (meus pais são separados) mas como a minha madrasta trabalha perto do meu bairro, as vezes ela deixa umas coisas aqui em casa pra mim. Uma vez ela deixou um jogo que chama Carcassone, e se você conhece vc sabe que é um jogo muito divertido mas que fica sem graça com poucas pessoas. Hoje a tarde eu tava no meu quarto vendo uns memes aleatórios e a minha mãe entra no meu quarto perguntando se podiamos jogar o jogo. Respondi de forma tranquila que "não é um bom jogo para se jogar com 2 pessoas, podemos amanhã, sexta, quando o Kdu (meu padrasto) pode, pq hj ele trabalha até tarde? Ela disse: Vamos jogar uma só. Ai vc me explica como joga. Respondi pra ela pegar as regras na caixa pq eu tava deitado e não queria levantar nql hora, e também "já estou avisando que não vai ser tão divertido só nós dois". Dps disso ela falou "não, eu quero que vc me explique o jogo". Disse que não lembrava das regras e que era um pouco complicado. E logo dps disso ela foi embora e ficou putassa comigo o dia inteiro. Isso aconteceu +ou- 1 da tarde e eu estou escrevendo isso 1 da manhã, e ela ainda está mt brava comigo. Fui dar boa noite como um filho faz. "Boa noite mãe, te amo dorme com Deus." E ela me respondeu com um boa noite tão seco. Dava pra perceber que ela queria que eu fosse embora. Foi isso meu relato, desculpa se eu tiver enrolado de mais e também pelo horario de estar postando isso. Mas eu precisava jogar isso pra fora ;)
submitted by ComanderCupcake to desabafos [link] [comments]


2020.07.19 01:47 Ranmaaa Sou babaca por querer cortar todas as ligações com meu melhor amigo?

Yoo turminha, Luba(se estiver lendo isso), editores maravilindos, gatas e cadaveres de papelão, tudo bom cô6? Bom... há quase três anos atrás eu conheci um menino que é uns dois anos mais velho que eu (vamos chamá lo de Dio) ele tem quase 15 agora e mês que vem vou fazer 13. Nós conversavamos bastante e viramos bastante amigos com o tempo.
Se passou um ano desde que nos conhecemos e começamos a nos afastar um pouco por que eu queria focar mais nos estudos já que era final de ano e ele só ficava brincando. Era quase semana das provas finais e o melhor amigo dele contou pra mim que Dio gastava de mim mas tinha vergonha de falar pois ele era mais velho. Eu obviamente não acreditei e deixei prá la.
Era um mês antes das provas finais e Dio se declarou pra mim e me pediu em namoro. Fiquei nervosa para o um caramba pois ele era meu melhor amigo e eu não sentia nada. Acabou que depois de uns minutos de eu morrendo por dentro para não querer ferir os sentimentos do meu amiguinho, ele acabou me dizendo que era troll. A partir dai ele sempre se declarava e dizia q era mentira e eu simplesmente não ligava.
Depois de uns dias que isso aconteceu tivemos uma conversa séria e ele finalmente falou que realmente gostava de mim só tinha vergonha de falar. Não sabia o que dizer então fui pedir um conselho para a minha melhor amiga(SPOILER: Essa foi a pior idéia que eu pude ter na minha vida). A irmã dessa minha amiga ia fazer uma festa de aniversario então resolvi ir já que ela me convidou e seria a oportunidade perfeita para pedir o conselho.
Chegando lá contei tudo para ela e o ótimo consrlho que a minha preciosa amiga falou foi:" ah aceita o guri em namoro logo! Ele gosta de você e vocês parecem ser bem próximos". Eu disse a ela que não sentia o mesmo e não me sentia nem um pouco preparada para namorar mas resolvi ouvir o que ela disse.
Cheguei em casa, aceitei o namoro. Ele era super fofo e gentil comigo apesar de ser um pevertido as vezes. Eu tava tentando gostar dele mas não deu certo. Assim que a semana de provas começou, eu disse pro Dio o que eu pensava e foi basicamente isso:" Olha, me descupa mas eu quero terminar. N ão me sinto confortavel e muito menos preparada para um relacionamento desses e quero terminar isso o mais rapido possivel para não nos machucarmos tanto.". Ele aparentemente aceitou tudo de boa e ficou fazendo um draminha(SPOILER: Éh obvio q ele não aceitou nada de boa ;_;)
Durante o resto de toda a semana, Dio ficou me flodando mensagens de amor e dizendo coisas como "você só está com vergonha por eu ser mais velho" ou "eu sei que você gostq de mim, mas não quer que seus pais saibam.". Fiquei irritada e pedi para ele parar vàrias vezes mas Dio só mandava mais e mais mensagens então eu resolvi bloquear ele. No início só estava com raiva mas depois de uns dias me senti cupada pois eu só alimentei aquela mentira e eu soube depois que ele reprovou de ano.
Ele era meu amigo e não aguentava o sentimento de culpa então resolvi desbloquear ele depois de uns 5 meses desde aquilo aconteceu e pedi desculpas. Disse que ele poderia me odiar e chingar o quanto quiser, mas ele acabou só dizendo que estava feliz que eu me importava e que ele poderia conversar comigo de novo.
No começo estava tudo TOP, mas foi passando o tempo e ele foi me mandando declarações e mensagens de amor de novo. Eu disse para ele parar, mas mesmo assim ele continuou apesar de ser bem menos. Eu já estava ficando com raiva de novo até chegar ontem que foi a gota d'agua.
Bom... Ontem nós estavamos conversando sobre irmão e tal até ele dizer que nós somos quase irmãos por conversamos tanto. Eu apenas falei que não tinha nada a ver pois só conversavamos sobre memes, jogos e as vezes animes, não tinhamos nenhum tipo de segredo e ele definitivamente não me conhece de verdade.
Dio insistiu em dizer que somos irmãos e já praticamos inc3st0 ano passado. Isso me deixou pistola já que só foi um namorinho de internet que durou literalmente uma semana. Até chegou o ponto em que fiz uma pergunta que seria "a prova de que ele é meu imão de verdade". Perguntei para ele qual é o meu maior sonho mas ele só respondeu coisas como " ser desenhista de hentai"(pois eu amo desenhar)," que eu queria fazer parte de um ecchi" ou que "ter um namorado de anime já que ninguém da vida real te agrada". Obviamente fiquei com ódio no coração e pedi para ele falar sério.
Dio ficou apenas enrolando falando coisas estranhas e susgestivas até eu ameaçar bloquear ele. Finalmente o guri parou de falar coisa estranha e começamos a falar sério de verdade. O meu sonho para mim é algo muito importante que eu quero realizar um dia então resolvi confiar nele para contar isso. O meu sonho é que (vou contar aqui mesmo pq ningurm me conhece ne) Eu AMO com todas as minhas forças música e o meu objetivo é um dia ser guitarrista profissional e entrar para uma banda. Ele simplismente leu a mesagem e disse que depois ia contar o sonho dele jà que esse era nosso acordo.
Se passou mais de 30 min e ele não falava até eu ameaçar de dar block de novo. Depois de tanto tempo ele contou que o sonho dele é " Estar abtaçado contigo em uma praia a observar um belo pôr do sol enquanto nosso cachorro corre na areia com os nossos filhos. Eu... Fiquei com ódio extremo e a minha vontade era de ir na casa dele e passar a faca no golfinho dele. Dio ficou falando que não sabia o motivo de eu estar com tanta raiva (mesmo eu tendo falado milhares de vezes que para ele para com aquilo). Apenas disse que està obvio o motivo de estar com raiva e até agora apenas visualizo as mesnsagens dele. Estou pensando em bloquea lo de todas minha redes sociais.
Entãaao.... Eu acho que na parte do namoro nós dois fomos babacas. Motivo: Eu por escutar um conselho idiota e iludir ele. Dio: Por mesmo sabendo que eu não sinto o mesmo, continuou falando coisas estranhas e tentando me convencer a gostar dele. E na segunda parte? Eu sou babaca por querer difinitovamente cortar todas as nossas relações ou ele é babaca por continuar falando coisas estranhas?
submitted by Ranmaaa to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.09 16:20 himawino AM I THE ASSHOLE por mostrar as FOTOS do "DATE" que tive com o GUY para a NAMORADA dele?

(Sou paraibana, então capricha no sotaque, visse? E desculpa por ser enorme, tive que contar com detalhes para que ficasse compreensível)
Olá Luba, editores e Turma que está a ver! A história que eu vou contar hoje é extremamente dolorosa para mim, mas decidi compartilhar com vocês pois eu sou trouxa, fazer o que né?! Me sinto em casa aqui.
Então... Em meados de 2016 eu começei a cursar agronomia em uma cidade não muito próxima de onde eu morava, o que resultou na minha mudança para essa cidade. Lá, eu dividia apartamento com duas outras meninas e elas eram super legais de conviver, o AP era de boa, mas a gente sempre viajava para casa nos finais de semana. Essa mudança toda, até então, tinha sido normal para mim, eu sou flha única e tenho apoio da minha mãe para tudo o que eu quero fazer. Enfim, em 2017 eu começei a ficar "com fogo", pois já fazia um tempo que estava solteira e tinha, recentemente, levado um bolo de um cara da universidade (história para outra turma-feira).
Decidi ficar mais atenta aos flertes que costumava ter com uns carinhas do Instagram e um deles chamou minha atenção especialmente.
Eu estudei o ensino médio na mesma escola desse cara (irei chamá-lo de Carls), mas não na mesma sala, ele era dois anos mais velho que eu. Carls tinha um porte másculo e barba (AMO), além de ter uma personalidade muito próxima da minha, gostavamos de Donnie Darko, Naruto, jogos e coisas de física (conversavamos muito sobre histórias de viagens no tempo, astronomia e jogos online), inclusive, ele me fez jogar Hearthstone com ele (jogavamos quase que diariamente por call). Ainda por cima, em alguns momentos muito estressantes e tristes para mim, ele sempre me confortava e falava que por muitos anos ele viveu triste, mas ele sempre tinha os amigos dele para apoiá-lo e que agora eu era amiga dele também.
O tempo passou e eu e Carls começamos a marcar de se encontrar para beber e como eu não sou besta nem nada, chamei ele para vir na casa na cidade onde ele estudava e como as meninas sempre viajavam para casa no final de semana, worth! E ele topou sem pestanejar.
No dia que marcamos, eu fui buscar ele na cidade dele (Carls não sabia como chegar na cidade onde eu estudava e como era perto e barato, eu fui sem problemas). Quando cheguei lá e me encontrei com ele, ele foi um fofo, ficamos conversando durante a viagem e ele disse que estava "ansioso" para conhecer a minha universidade (que é um ponto turistico), mas também disse que teria de voltar para casa NAQUELE mesmo dia, pois tinha que fazer alguma coisa com o pai dele (não lembro agora exatamente o que foi). Quando chegamos no meu AP, disse a ele tinha montado um esquemazinho para passearmos, mas Carls disse que estava "cansado" e perguntou se podia me mostrar um desenho muito foda que tinha na Netflix e eu entreguei meu notebook a ele,mas como eu não sou besta e muito menos inocente, peguei o colchão e coloquei na sala, para podermos assistir deitamos, enquanto lanchavamos e bebiamos (não levei ele pro quarto, pois eu o dividia com minha amiga e não queria sujá-lo). Depois de alguns episodios de Rick and Morty, transamos!
Depois que ele foi embora, continuamos conversando diariamente, com mensagens de "bom dia" e "boa noite". Falavamos até em marcar outro dia para "passear". Eu queria algo na cidade dele, mas ele sempre dizia que na minha cidade era melhor, pois teriamos mais privacidade, e pensando lógicamente fazia sentido. Começamos a nos marcar em memes no instagram, no facebook e a comentar coisas engraçadas nas fotos um do outro, até que um dia, uma guria (irei chama-la de Farls) me seguiu no instagram e mandou uma solicitação no facekook. Eu olhei o perfil dela e vi que ela e Carls tbm tinham uma interação bem forte (segui ela e confirmei a solicitação). Perguntei a Carls sobre ela e ele disse que ela era AMIGA dele e que ele morava na mesma rua que ela (pensei, Ah amigos e visinhos, normal).
Um tempo se passou e enquanto eu rolava o home do facebook, vi uma postagem sobre o novo filme do Piratas do Caribe, o 5. E como eu sou muito fã do Johnny fiquei louca para assistir na estréia. A legenda do post era "Marque alguém para ir assistir com você" e eu fui lá e marquei o Carls e o Carls respondeu o comentário marcando a Farls, pensei "WHAT THE FUCK IS GOING ON?', fiquei perplexa e depois de alguns minutos recebi mensagens da Farls no insta.
Ela me disse que era namorada do Carls fazia quase um ano (minha "relação" com Carls mais ou menos 3 meses). Ela ficou putassa comigo, dizendo que eu era uma vadia, uma palhaça que estava dando em cima do Carls.
Eu não fiquei em choque, fiquei a hidrelétrica toda. Mas em meio a tanta confusão, mandei para ela as fotos do Carls aqui em casa (tiramos algumas, inclusive dele só de cueca), mandei os prints da conversa onde ele me dizia que ela era "só a amiga da rua dele". Ela ficou mais puta ainda e foi falar com ele, e eu também fui. Pensei "Que ORDINÁRIO" (family friendly, bjs).
E quando ele me respondeu... veio o drama. Ele disse que tinha me contado dela, que ela tinha sido a pessoa que tinha feito ele se livrar de uma depressão e disse que só queria ser meu amigo e nada mais. Disse que eu tinha DESTRUÍDO a vida dele e que queria se matar. EU FIQUEI EM PÂNICO. Começei a chorar e a me desesperar. Ele disse que ia pegar a moto dele e se jogar na frente do primeiro caminhão que visse e mandou fotos para mim dirigindo a moto dele.
Enquanto isso, a Frals mandava mensagens para mim, ainda me chamando de palhaça ( eu não sei o que ele disse a ela, mas ela acreditou nele) e isso me fez perder a minha razão e fazer a coisa que eu mais me arrependo desse rolê todo. Eu escrevi:
"Frals querida, você viu as fotos que eu enviei? Ele estava na minha casa por pura e espontanêa vontade. Naquele dia nós transamos a tarde toda e como você pode ver nas fotos ele estava bem animado com tudo aquilo. Ele nunca me falou nada sobre você, pois se tivesse falado eu não teria ficado com ele, mas não vou mentir e dizer que não gostava dele, pois eu gostava, mas agora eu não quero ele mais, pode ficar com ele todinho para você. Uma pena só que eu não vou mais dar pra ele, ele f*** muito bem."
Ela surtou mais ainda e ele também. Ele me ligou, dizendo para eu parar de mandar mensagens para ela e falou que se eu bloqueasse ela, ele não ia se matar e eu o fiz.
Paramos de nos falar naquele dia e eu chorei, chorei... Chorei que não me lembro se desmaiei ou dormi. No outro dia, mais calma, passei o dia sem entrar nas redes sociais, quando anoiteceu, eu finalmente fui olhar o celular e tinha MUITAS mensagens dele me pedindo desculpas, dizendo que queria ter me contado dela e que ele queria me contar no dia que foi me visitar. Ele disse que queria continuar sendo meu amigo e que tinha realmente terminado com ela.
Ele me disse também que ele só namorou com ela, pq ela ajudou ele na época de depressão e que se sentia preso "eternamente a ela"... Eu perdoei ele e quando terminamos de conversar naquela noite, eu ainda chorei.
Duas semanas depois eles estavam namorando, oficialmente, divulgaram em todas as redes sociais e eu só consegui pensar em "Mano, por que não fizeram isso antes?".
Ele continuou tentando falar comigo, mas eu fui dando vácuo até parar de falar completamentecom ele e a Farls... Eu desbloquiei ela depois de uns meses, no fim, ela não fez nada de mal comigo, foi vítima igual a mim.
Eu juro que o que ele fez comigo me despedaçou totalmente, o choque da voz dele dizendo que ia se matar por minha causa e que eu tinha destuido a vida dele foi demais e eu fiquei muito mal por muito tempo. Fiz terapia, inclusive, e agora eu já estou bem.
E ai pessoal e tio Luba, nesse muído todo aqui... Eu fui babaca?
submitted by himawino to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.09 03:18 luqueenhaas Fui babaca por ignorar por recusar á " recomeçar "?

olá Luba, editores, gatas, falecidos papelões, possível convidado e turma que está á ler, bem vou contar uma história que me ocorreu em janeiro e veio terminar nessa quarta feira. bem um cara me pediu em amizade no Facebook e assim que eu aceitei ele me chamou pra conversar, conversamos sobre coisas bobas jogos e coisas que fazíamos no nosso tempo livre, provavelmente ele está na turma então vou chama-lo de Carls, enfim. Carls era super fofo comigo, sempre me chamava pra conversar de madrugada e pela tarde quando ele acordava, em fevereiro ficámos mais próximos ainda, conversamos o dia todo por mensagens, viramos noites jogando minecraft e jogando conversa fora, ele mora em um estado distante do meu então podemos considerar isso uma relação à distância?? mas enfim, em março a coisa ficou melhor ainda ambos estávamos interessados e queríamos algo sério, Carls estava sempre me enviando mensagens e as vezes conversamos por vídeo chamada, uma vez ficamos o dia inteiro conversando e eu sentia que ele me queria, bem era o que eu pensava... no fatídico mês de junho Carls não me mandou uma se quer mensagem curtia e comentava nos meus posts/memes mas nunca me chamava pra conversar e eu entendi isso no começo até por que ele estava estudando já que fazia faculdade antes de vir essa quarentena e ele já havia comentado sobre os enormes livros que ele tinha que ler e fazer resumos faltando apenas uma semana para o meu aniversário ele me mandou uma mensagem me pedindo desculpas por não me chamar para conversar já que ele estava ocupado, eu fui compreensivo e disse que ele não precisava se desculpar e perguntei a ele como tinha sido o seu dia... ele vizualizou cogitou a digitar e me ignorou no dia seguinte ele postou uma foto com seus amigos numa praça que tinha perto da casa dele, eu não disse nada não queria incomoda-lo, e no outro dia ele postou outra foto jogando vídeo game na casa de um amigo até que chegou no sábado e ele me chamou pra conversar, conversa vai conversa vem até que ele me solta a frase: eu acho que te amo no começo fiquei lisonjeado e alegre mas minha resposta foi "isso é bom?" (kkkkkkkk eu sei que é mas no momento fiquei confuso com o "acho") ele me respondeu minha pergunta com outra pergunta: o que você achar apenas respondi: bom até, pois eu sinto o mesmo espero 2 horas por que pensei que ele tinha dormido mas ele de novo vizualizou, cogitou a digitar e me ignorou durante dois meses. eu fiquei arrasado,me descobri gay faz pouco tempo e nem cogitei á contar aos meus pais, eu só tinha Carls e a minha melhor amiga pra "ser eu mesmo" passei meu aniversário com meus pais,primos e tias mas não evitei de pensar nele, todas as noites eu chorava um pouco pensando nele, enfim. nessa quarta feira (HOJE MESMO) ele me mandou mensagem me pedindo desculpas por me ignorar e que sentia muito e me pediu para recomeçarmos (parêntese importante: nesse tempo sem conversar ele sempre estava ativo nas redes sociais, sempre postava stories e fotos ou compartilhava memes, eu não mandei mais mensagem com medo de incomoda-lo) eu logo recusei seu pedido tentei me abrir pra ele mas não funcionou, lembra que eu disse que sempre conversamos a noite? uma vez falamos sobre as merdas que já fizemos "no passado" ele jogou todos os meus erros de adolecente na minha cara e que ele era um cara muito legal para mim e que eu não o merecia, ele era meu porto seguro e cheguei a pensar que ele poderia ser a pessoa perfeita para mim. nesse momento estou sentado no chão frio do meu quarto ouvindo as baladas de violão da Taylor Swift, enchendo a cara de biscoitos e não tentando paracer que estou me vitimizando nessa história toda, fui babaca por recusar o pedido dele?
submitted by luqueenhaas to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.23 18:13 friosa Fui a babaca por me precipitar demais e tentar contato?

Olaaa luba NANNIIIIIII (amo o meme, ksksksks) gatas perfeitas, e turma que está a ver. Então, vou dar um contexto: Ford -- aparece apenas no começo Fred- o principal Lila- aparece no meio Dan- aparece no meio
No ano de 2016, eu gostava do Ford, ele era super gente boa, adorava falar com ele, e passava o dia inteiro conversando com ele, ele me fazia bem sabe. Mas ele era amigo do Fred, e eu conversava com ele tbm, mas era só conversar. (Depois eu fiquei sabendo que o Fred e o Ford gostavam de mim, e ambos sabiam das intenções do outro).
Mas, bem do nada, Ford brigou cmg, me chamou de vagabunda e que só dava atenção pro Fred. Me bloqueou e até hj, não nos falamos. Foi aí q comecei a ficar mais próxima de Fred, ficamos mto amigos, nos falávamos bastante, mas isso acabou no final do ano, magicamente tbm. Eu fiquei sem entender bulhufas, mas segui.
E então, chegou 2017 o ano da discórdia. Em 2017 quase inteiro, até setembro (era setembro) eu fiquei gostando do Fred, mas não falava mto com ele, tinha vergonha. Em 2017 resolvi dizer pra ele, tudo oq sentia (ele era relativamente popular entre as girls e isso me fazia mais insegura), e em algum dia de setembro, eu falei, falei tudo, que tava preso fazia meses. E tecnicamente fui correspondida, bom era oq eu achava.
Nós começamos a ficar, e eu adorava isso, mas terminou logo. Durou apenas 2 semanas e alguns dias. Acabou, de repente e eu tava triste, chorei todos os dias. Mas nunca fui mto de demonstrar, tentei voltar com ele e ele recusou 2 vezes. Então, ele tinha um amigo, o Dan (pessoa mais podre do mundo, mas isso é história pra outro lugar) ele era um babaca completo, fazia de gato e sapato minha "amiga", a Lila. Depois de alguns dias, via que Lila estava começando a jogar seu charme, e olhos verdes em cima do menino q eu gostava, e eu apenas fingia q não via, mas ficava mal, depois chorava rios. E, isso msm, ele ficou com ela NA MINHA FRENTE, e dps se mostrou um monstro. Disse q a culpa por terminar tudo foi minha, pois era melosa demais, Ford pulou fora pq eu era grudenta e ainda, a cereja do bolo, o fim da picada, foi que ele ficou com Lila, e outras amigas minhas e se amostrava por causa disso, sabia q eu ficava mal. E ainda ele terminou cmg, pq ele queria ficar com outras meninas, e q eu não fazia o tipo dele. E em 2018, continuavámos a nos vermos regulamente, mas mal na minha cara ele olhava,tentava contato e nada! Até hj, isso é assim. (Mas hj namoro e ele já foi corno 4 vezes) Eu fui a babaca de ter tentado algo sério com ele 3 vezes e ele depois, ainda tentar contato? Bjsss NANNIIIIII (◍•ᴗ•◍)❤
submitted by friosa to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.19 05:10 astronauta04 "Para dona dos olhos cor de amendoas que me roubam as palavras"

"[...] me falem da pessoa que você gosta" ¹

Uma mulher dona de olhos cor de amendoas negras que me roubam as palavras. Seu jeito é puro, inocente e absolutamente sincero. Suas expressões faciais e falas são expontâneas, sem filtro. Sua voz me acalma e me atrai, não é aguda demais, está entre uma contralto e uma mezzo soprano. É única. Sua pele é parda clara, possui algumas sardinhas (imperceptíveis de longe) no nariz e um o sorriso mais belo e ingênuo que já vi. Seus cabelos são lindos, pretos como a noite, macios como algodão, levemente ondulados ( comprimento na altura dos ombros) e possuem o melhor cheiro que já senti até agora. Ah, como eu adorava segurar e acariciar seus belos, e brilhosos, cabelos macios enquanto sentia seu cheiro². Ela possui uma tatuagem, não muito grande, no braço direito (da qual se arrepende de ter feito), e uma leve cicatriz acima da sobrancelha direita. A propósito, suas sobrancelhas são bem finas, eu gosto. Suas orelhas são lindas e bem pequenas (eu brincava chamando de "mini-orelhas") e possuem um minúsculo piercing na direita. Se veste de modo simples: tênis, calça jeans e blusas; e nunca a vi de maquiagem. Ela tem gosto restritos. Adora Poesia/poemas (e gostava de ler para mim, ah como era bom), teologia e história. Só me beijava na mesma posição, com a minha cabeça inclinada sempre para o mesmo lado, qualquer tentativa de mudar o ângulo lhe gerava uma expressão confusa (e meiga) seguido de um pedido para que eu voltasse para a posição "padrão". Hahah, nunca entendi o porquê. Provavelmente nunca descobrirei. Ela já sofreu muito no passado, se abriu comigo e contou muito sobre a sua vida, seus traumas e medos; e relatou que acabava sempre se "auto-sabotando" quando encontrava alguém que gostava de fato. Tem dificuldades em falar sobre emoções e "congelava" sempre quando nos aproximávamos pela primeira vez no dia. Era preciso todo um quebra-gelo para nos abraçarmos e nos beijarmos sempre, e eu nunca reclamei, achava romântico. Sempre brinquei que a situação parecia com aquele filme "sessão da tarde" com o Adam Sandler e a Drew Barrymore "Como se fosse a Primeira Vez", ela pensava o mesmo. Não entendia sarcasmo, ironia, algumas hipérboles, e isso nunca foi problema para mim. Sempre me atentava para poder explicar minhas frases de efeito caretas antes que causasse alguma confusão mental nela. É curioso como as minhas lembranças dela ainda me arrancam sorrisos e despertam lágrimas. Ela me enchia dos mais belos elogios, disse que me amava. Engraçado como um "simples" 'eu te amo', expontâneo , lhe faz se sentir o homem mais feliz do planeta. As vezes parece que foi ontem. Após isso, minha vida mudou completamente. O mundo tinha mais cor, me sintia vivo, pleno. Em paz. Acho que esse é o sentimento: me sentia completo. É difícil descrever em palavras. Eu também me abri com ela e disse o quanto ela era especial para mim, o quanto eu a amava. Após isso, ela começou a se afastar cada vez mais. Acabei terminando com ela 4 vezes durante um ano. Toda vez que pedi apenas um posicionamento objetivo para saber se ela queria o mesmo do que eu, ela fugia e não falava diretamente. Toda vez que eu terminava ela me procurava semanas depois se dizendo arrependida e dizendo que sentia idiota por ter "deixado o homem perfeito ir embora". Mas ela também me disse que "apena$ amor não é $uficiente", que já sofreu muito financeiramente no passado e não quer isso para si novamente. Nunca falou claramente se era somente isso, mas mandava indiretas e me falou mais coisas muito desagradáveis. As vezes acho que um soco em meu estômago teria doído menos. Mas a vida tem dessas. Todavia, admiro a sinceridade. Não guardo rancor, apenas fico triste por não ter dado certo. Realmente me esforcei para entendê-la e fazer dar certo. Artigos e mais artigos científicos, livros e vídeos assistidos. Há algumas coisas que não dependem apenas de nós, é necessário perceber isso. A vida é feita de escolhas. Fico de consciência tranquila por ter oferecido o meu melhor. A dúvida que fica é se vou sentir tudo isso de novo por outro alguém. Mesmo após meses do término, em momentos inesperados lembro-me dela. Pequenos gatilhos acionam memórias e por vezes me pego com um sorriso bobo na cara, sendo o mesmo interrompido por um semblante triste percebendo que não será possível resgatar aquilo mais. Dizem que só o tempo cura, seria bom se viéssemos com manual de instruções para saber quanto exatamente. É foda pois as frustrações vão nos "calejando" e nos colocando no terrível dilema:
Ousar se jogar de cabeça, se expondo totalmente, com alto perigo de se machucar, enquanto contempla o mais belo cenário por quanto durar o mergulho; ou se armar de uma grossa camada de equipamentos e descer apenas meia profundidade por medo de se expor demais a experiência?
Melhor eu ir dormir, já lancei devaneios demais e hoje foi difícil. ³ Boa noite.

¹ Eu de certo modo queria fazer um post a respeito a um tempo, mas sempre acabava desitindo por N fatores. As vezes sinto que já falei demais a respeito (inclusive em terapia), mas enfim. Um post feito aqui no desabafos acabou me instigando a respondê-lo ( era "me falem da pessoa que voce gosta") e quando vi tinha escrito tanto que havia virado um post em si praticamente. Então, pensei: porque não?
² Mulheres, não gastem tempo/dinheiro com perfumes caríssimos, usem só xampu. Xampu é afrodisíaco.
³ Cyperpunk 2077 adiado de novo. Estou quase acreditando que o meme de que "será lançado em dois mil e setenta e sete" é real. Só um alívio cômico mesmo. Abraço galerinha insone, e durmam bem .
submitted by astronauta04 to desabafos [link] [comments]


2020.05.28 08:05 vick_kk #turmafeira

"CRIANÇAS SAFADAS/ vou contar tudo pra mãe"
Olá lubixco, editores gatas e turmas que estão a veler o momento mais contragedor de minha infância.
Obs : Roubei a conta da minha prima
Tudo começou por volta de 2005, quando eu tinha uns 8 anos +/-, eu sempre brincava com meu amiguinho de 5 anos, pois estávamos lá em mais um belo dia brincando de mamãe e papai, pois é meus amados nesse dia brincamos além do que devíamos principalmente para duas crianças, decidimos que "porque não tentar algo diferente???" NÃO PORQUE... entramos em uma caixa de papelão dessas grandes, e abaixamos nossas roupas de baixo, e então ele subiu em cima de mim para colocar seu pingolingoliro dentro da minha larissinha, SÓ QUE... é agora que vem o desespero, bem na hora minha irmã chegou de fininho por trás e viu tudo e gritou "EU VOU CONTAR TUDO PRA MÃE", então saiu correndo deixando nós dois no desespero, olhei pro meu amigo e disse "Ela vai contar pros meus pais e os meus pros seus e não vamos mais ser amigos, entramos em pânico mas depois decidi ir para casa, que era em cima do mercado dos pais dele, a gente morava em um apartamento pequeno divido no meio, minha porta era do lado da dele, pois é amados, então quando cheguei em casa fui direto pro banho, e minha mãe veio atrás, então eis de que ela pergunta
Pois foi isso mesmo, no final não rolou nada e eu nem apanhei mas até hoje me lembro do desespero que passei. CRIANÇAS NÃO FAÇAM ISSO. Te amo luba e gatinhas, um beijo pra quem quise >30 (luba pfv queremos um papelão do meme men)
submitted by vick_kk to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.27 15:35 sonic_star_2 Eu queria que as pessoas acreditassem em mim, vissem que eu mudei e mudo a cada dia, mas ninguém parece enxergar

Eae pessoal, tudo bem? eu venho procurado um sub de desabafo e acabei achando esse, e aqui espero que as pessoas me entendam e q eu me sinta melhor compartilhando minhas agonias, essa é minha primeira postagem, então se eu fizer alguma coisa errada me desculpem. Dsclp tbm se ficar meio grande
Bom, a umas semanas atrás eu terminei com a minha "namorada" (A gente n era "namorado", a gnt se gostava e ficava e tal, era tipo namoro mas ela sempre disse q tava mais pra um "a gnt se ama, mas n é nada sério e tal") e eu não tava conseguindo aceitar que tudo tinha acabado, eu amava ela demais e ver ela gostando e postando coisas sobre outra pessoa tinha me deixado meio pra baixo e frequentemente eu passei a conversar com ela sobre como eu tava me sentindo, enfim, passou um tempo e semana passada eu falei com ela de novo sobre a gnt e tal, e no fim da conversa ela falou que ela realmente não sabia mais o que falar, q a gnt já tinha conversado sobre isso e se fosse pra falar comigo sobre esse assunto iam ser as msm coisas, q é algo que não é saudavel pra nenhum dos dois, pq eu to gostando de outra pessoa e vc fica chateado me vendo com outro, então se fosse pra continuar com essa conversa ela ia só me ignorar e voltar a fazer as coisas dela. Na hora eu vi que eu tinha feito merda por n ter aceitado aquilo, e eu tive um flashback e pedi desculpas, que eu não queria que ela tivesse se sentindo assustada por que eu sempre fui um cara de boa com todo mundo e nessa vez até eu me surpreendi pq aquele cara não era eu, eu sempre sou delicado com as palavras e sempre procuro entender todos os lados, mas dessa vez foi diferente...
Eu pedi desculpas logo em seguida e falei q eu nunca pretendi ser rude com ela, ou sla, fazer ela ficar desconfortável, ela é uma pessoa super importante pra mim pra eu fazer algo do tipo, visto q eu sempre me preocupei com o bem estar dela, ela falou "Eh, okay, então eu vou voltar a fazer minhas coisas aqui, boa noite :/" e eu fiquei mt chateado, eu tentei chamar ela depois mas ela n me respondia, eu mande umas músicas pra ela ouvir e falei que eu ia mudar de verdade, e só depois de várias horas ela falou: "BLZ blz, tudo bem, eu só quero relaxar agora" e sla, parecia q tava tudo bem. No dia seguinte eu conversei sobre tudo isso com minha mãe (pq eu e minha mãe temos uma relação mt próxima, eu conto tudo que acontece pros meus pais, eu n tenho nenhum preconceito falando com eles), e ela me falou que as pessoas vem e vão na sua vida, então que não era pra levar muito a sério, e teve mais coisa q eu n vou escrever aqui se não vai ficar gigante, mas ela falou no geral q ia ficar tudo bem e tal, que n era pra eu me apegar mt a essas coisas pq as pessoas vem e vão, tudo na vida é passageiro e são ciclos, e acho que por isso ter saido da boca da pessoa que eu mais admiro nesse mundo me tocou de um jeito diferente, eu botei na minha cabeça que tudo passa e sla, era provavelmente uma dor passageira, enfim, as palavras dela com as da minha mãe meio que me fizeram acordar, eu me senti realmente mudado depois de conversar com ela, ent liguei pro meu amigo que mora no meu prédio pra conversar sobre isso, quando alguns momentos antes da gnt se ligar a minha "ex" me chamou, perguntando se tava tudo bem comigo, e eu falei que sim, e que tinha escrito um texto de desculpas e tal, que eu realmente tava me sentindo mudado, de verdade, eu tava ficando de boa comigo mesmo depois de ser "acolhido" pela minha mãe, e falei que a dura que ela me deu provavelmente foi boa pra eu acordar, se não eu taria me doendo até agora, sabe? Que eu tava conseguindo me distrair melhor com meus amigos e tal, que as coisas tavam fluindo bem pra mim, eu não sentia o mesmo, parece que tudo realmente se "concluiu", sem remorso. Ela também pediu desculpas pelo dia e tal, e ai a gnt conversou um pouco e parecia tar tudo certo.
Eu entrei pra conversar com meu amigo e ai dps de várias horas conversando e nos divertindo eu entrei pra falar com ela e eu vi que ela tinha me bloqueado nas redes sociais q a gnt usa, menos no Whatsapp e no Instagram (q é por onde a gnt se fala geralmente, mas no Instagram ela privou o perfil e me tirou dos seguidores), e eu fiquei meio "Putz vei", na hora eu fiquei meio chateado pra falar a verdade, mas eu entendi e n me senti mt chateado e tal, eu meio q aceitei na minha cabeça que as coisas da vida são ciclos, e que tem gente que vem e vai, nosso relacionamento tava sendo e foi igualzinho ao do filme 500 Dias Com Ela, sem tirar nem por, foi quase 100% fiel sabe? Passou uns dias da gnt conversando um pouco (tamo conversando bem menos, sla, acho q eu n sinto mais necessidade de vir com coisas novas td hora, apesar de eu gostar mt de falar com ela eu converso com ela quando realmente quiser, não falar algo só pra não deixar a conversa morta sabe?) e eu resolvi perguntar se ela ainda tava chateada comigo, pq eu vi que eu tava bloqueado e tal, e ela falou que tipo, eu fui meio estúpido e "assustador" naquela hora, e que ela falou com uns amigos dela (Inclusive um deles q é um talarico """amigo""" meu q no começo da relação tentou ficar com ela sabendo q eu gostava dela só pq sim, ele é assim com tds as meninas q eu gosto, ele dá algum jeito de descobrir com quem eu to conversando e se meter na vida delas, só que dessa vez eu briguei com ele pq eu me cansei de ele roubar toda santa vez minhas namoradas, e dessa vez deu certo pq ela viu q ele era meio tóxico e falou q n ia ficar com ele, eles só voltaram a se falar no meio desse mês pq eles são amigos {por mais q ele seja meio idiota} e pq ele falou que sentia saudades de conversar com ela e tal depois dele postar uns poemas em homenagem a ela, mas eles nem conversam tanto). Esse cara falou pra ela coisas tipo: "Olha as coisas que ele manda pra vc, que ele posta, ele tá doente por você caralho, só vc n ta vendo", e ela me disse que isso aliado as coisas que outros amigos dela falaram sobre a nossa conversa fez ela ver e sla, me bloquear, pq isso já aconteceu com umas outras pessoas que gostavam dela e ela teve que bloquear pq tava malucas por ela, e ela não queria que isso acontecesse comigo.
Na hora eu falei que eu realmente tava mudado (o que eu realmente to) mas que entendia 100% se ela não quisesse me desbloquear, e ai ela falou q ia esperar esses "ânimos" passarem pra ela me desbloquear, até pq os amigos dela ficaram meio preocupados com ela e tal. Desde antes de ontem eu tentei falar com ela normalmente como sempre, mandando meme e conversando sobre a vida e tal, mas ela tava me ignorando (até ai de boa, pq ela faz isso e mts amigos meus tbm, ent de boa com isso, é meio chato qnd isso acontece mas de boa, sem problema algum) mas dessas vezes eu queria conversar com ela pq eu gosto de falar com ela (Eu to chamando ela bem menos, mas de vez em quando eu gosto de conversar com ela pq eu amo falar com ela, ela me entende e com ela eu consigo ser aberto sobre tudo, é incrível falar com ela), mas ela tava ignorando minhas mensagens chamando e tal.
De novo, não é algo que me deixa triste pq ela e mts amigos meus fazem isso, ent de boa até ai, só fiquei meio chateado por que eu vi que ela tinha postado coisa no perfil dela e curtido uns posts de amigos, então acho que ela não queria conversar comigo. Eu quero q ela veja q tá tudo bem comigo, q eu realmente não preciso dela e que eu finalmente entrei em conciliação comigo mesmo e que eu to partindo pra outra, mas q eu só n quero parar de falar com ela pq ela é importante pra mim, q na hora eu perdi a cabeça e ta tudo bem agr, mas parece q as pessoas n tão vendo com os mesmos olhos q eu. E agora entra o título do post, eu tive um certo pensamento depois disso pq sla, eu sinto que comigo as pessoas não conseguem acreditar q eu mudei, ou que as pessoas assumem coisas sobre mim sem saber, eu n sei explicar.
Um exemplo: eu fiz por esses dias um teste pro meu colégio sobre espectro político (n sei se vou ser julgado por opniões políticas aqui kkkkk, mas foca na história), e tipo, meus ideias sempre foram Liberalistas, liberdade de indivíduo, livre mercado, etc. Só que quando eu fiz o teste deu que eu era de Centro (eu não tinha entendido algumas questões direito e admito que acabei respondendo algumas de forma errada, tanto que mais pra frente eu refiz o teste e deu dessa 2ª vez q eu era liberal), eu mandei a foto pro pessoal e a primeira coisa que eles apontaram foi "Caracas, o Matheus é o que teve maior porcentagem de autoritarismo", por isso eu falei q o teste tinha dado meio errado, pq eu como liberalista prezo sempre pela liberdade individual de cada pessoa. Eu falei q isso dai tava meio errado pq eu era liberal e eles falaram "iiiiii ó o cara vindo com desculpinha" e ai entra o negócio que me deixa mais triste, parecem q sla, n vêem que as pessoas mudam. Por mais que eu já tenha apoiado uma visão mais autoritarista, eu mudei, minhas opniões mudam ao longo do tempo, mas por mais q eu tente me justificar, eles ainda não veem nos meus modos q eu mudei
Eu n sou o mesmo de 1 ou 2 anos atrás, 1 ou 2 dias atrás, 1 ou 2 segundos atrás, as pessoas estão sempre em constate mudança, igual diz Heráclito: "Não se pode tomar banho duas vezes no mesmo rio", Tudo flui. Na próxima vez que me banhar no rio, nem o rio será o mesmo, nem nós seremos os mesmos, mas parece q as pessoas n veem isso.
Eu refiz o teste, deu liberal dessa 2ª vez, deu muito mais liberal do que autoritário e eu tentei me justificar, dizendo que eu não tinha entendido algumas questões e tal (o que é verdade), só q essa merda de opinião ainda fica na cabeça das pessoas "Quem tenta se justificar é pq ta com medo de ser aquilo mesmo q chamam ele", ai eu falei com eles e tal, mas é isso q eu to falando, n só nesse caso pq agr com o da minha amiga tá dando pra ver isso acontecendo: Eu tenho certa apreensão, n é nem medo pq eu meio q ja aceitei q se ela sair da minha vida tudo bem, é a apreensão de q sla, ela tenha uma imagem errada sobre mim e n consiga ver q eu realmente mudei, e quanto mais eu tento me justificar parece q para as pessoas essa "impressão errada" q elas tem fica só mais aparente :(
É tipo: Deu q eu sou autoritário ali no teste, por mais q eu tente provar q eu n sou e prezo pela liberdade, as pessoas vão falar "Iiiiiiii, se ta falando de mais é por q ta com medo de assumir" só q mano n é nada disso, e eu n sei fzr com q as pessoas entendam isso, ngm sabe o que ta na minha cabeça, mas quanto mais eu tento me mostrar transparente eles sla, ignoram, n sei explicar velho, isso é mt chato pq eu posso ser 100% honesto com os meus amigos q eles n veem q eu mudei. Com a minha amiga eu sei que eu sempre pude falar com ela sobre tudo e sempre fui 100% honesto com ela, e ela sempre pareceu me entender, só q agora parece q sla, eu to com medo dela ficar igual meus amigos, pensar q eu só to falando q ta tudo bem de verdade e pra ela n me odiar e parar de falar comigo. O problema é q sla, mesmo eu falando q tá tudo certo de verdade, ninguém parece acreditar, é foda, eu queria q as pessoas vissem pra mim e falassem "Ó cara, eu reamente acredito q tu mudou", mas n é o q acontece. Eu to realmente 100% de boa com ela, apesar de eu estar chateado pq ela ainda n me desbloqueou e me ignorar de vez em quando, mas eu quero acreditar q isso vai vir com o tempo, eu só fico meio sla, triste pq eu me mostro transparente com as pessoas e elas falam "Po, vc n é assim n kkkkkkkk". CARALHO VELHO, ELAS TÃO NA MINHA CABEÇA POR ACASO PRA SABER COMO EU TO? PRA FALAR COMO EU SOU? ELAS SABEM MAIS DE MIM DO QUE EU MESMO PORRA? NÃO!
Então eu acho q as pessoas tinham q sla, começar a ver o mundo do mesmo jeito q eu passei a aceitar e acreditar mais nas pessoas depois de um tempo (sla, por mais q aquele meu amigo talarico por exemplo tenha se desculpado comigo, eu sei q de verdade ele ainda tá puto pq n deu certo ele roubar minha namorada dessa vez e quer me fuder {ele fala mt merda de mim pra ela, sempre falou na verdade, e justamente por isso ela deixou de falar com ele por um tempo}, mas mesmo assim eu n vou insistir e ficar debatendo, se ele disse q realmente mudou mas n mudou, ele só vai estar mentindo pra si mesmo, fazer os outros acreditarem que ele é legal pra depois quebrarem a cara, sabe? Ou sla, outras coisas q acontecem q eu acredito realmente na mudança das pessoas sabe? Eu queria q as pessoas me vissem com os msm olhos q eu vejo elas, vendo q as pessoas mudam, mesmo q sla, em um pedaço pequeno de tempo, como foi comigo q demorou menos de 2 dias pra eu conseguir aceitar q tudo acabou e tirar minha amiga da minha cabeça
Outro e último Exemplo: Eu tava pra editar um vídeo de um amigo meu lá q falou pra eu fzr o vídeo ficar engraçado pra ele postar. Eu nunca recusei fzr essas coisas, sempre q meus amigos precisam de algo q eu posso ajudar eu ajudo, só q dessa vez eu realmente tava sem inspiração pra editar, elaborar as piadas do video, tlgd? eu n tenho agora a msm "engraçadez" de um tempo atrás, e eu falei isso pra ele: "Olha, desculpa, eu posso tentar mas eu n to mt com idéia ultimamente pra editar vídeo, eu n to mais conseguindo fzr os ngc engraçado, então se n ficar engraçado de boa?", e tipo, ele falou "N po, de boa, entendo 100% como é, mas vc consegue cara", e tipo, sla, esse amigo meu foi super de boa, mas tenho certeza que se fosse com alguns outros q eu tenho eles iam falar "Caralho, então vc ta falando q n quer editar pra mim? sendo q tu ta ultimamente editando uns videos de memes curtos? (eu tenho um canal no ytb e agr na quarentena eu to postando direto uns vídeos curtos engraçados q eu edito, já q eu n to com cabeça pra editar vídeos longos e elaborados, sabe?) isso pra mim é desculpinha pq n quer editar pra mim" tlgd? e sla mano, isso é idiota de mais kkkkkk pq por mais q eu tente mostrar e fazer eles entenderem q sla, eu n to com cabeça pra editar vídeo msm, elaborar piada ultimamente, eles n entendem velho, e isso é uma bosta pq parece q é de propósito. Se fosse eu no lugar deles eu provavelmente ficaria sla: "Po qq ta acontecendo com vc? quer ajuda? eu ajudo a editar se quiser" ou "Po te entendo perfeitamente, tudo bem, outro dia se tu ficar melhor pode fazer, mas se n quiser sem problemas :3" sabe? Eu queria q as pessoam vissem como eu me sinto por dentro, ou que eu mudei minhas opiniões e jeitos, mas quando eu tento mostrar as vezes nem funciona e sla, o pessoal ignora, queria que vissem q eu realmente mudei, mas n vou forçaempurrar q eu mudei pra eles, eu quero q as pessoas enxerguem q eu realmente mudo a cada dia, mas sla, as pessoas n parecem ver isso
Provavelmente se esses meus amigos vissem q eu postei esse texto aq eles iam falar "iii olha lá, o cara tá fazendo draminha, ta postando no reddit só pra provar q ele mudou, e quem tenta provar as coisas de mais é pq ta com medo de estar errado"
É foda :/
submitted by sonic_star_2 to desabafos [link] [comments]


2020.05.12 17:05 Glenallen_Mixon22 Texto sobre suicídio que postei em um sub gringo.

Postei esse texto em um sub gringo e traduzi para mandar para uma amiga e decidi que poderia ser bom postar aqui(espero que ela não use o reddit e não esteja nesse sub hshshhs). "Antes de eu começar eu só quero dizer que sei que algumas pessoas aqui podem se sentir como se oq eu vou dizer fosse "problemas de pessoas brancas" ou algo do tipo, bom, eu apenas quero falar a respeito de como filmes/series/músicas ou outras coisas, podem mudar tudo na sua vida(para melhor ou para pior). Por volta de 2017-2018 eu estava me sentindo como se minha vida não valesse a pena ser vivida por várias razões, então eu comecei a ouvir Led Zeppelin e aqueles sentimentos começaram a sumir, eu sei que isso pode soar estúpido mas aconteceu comigo. Eu comecei a ouvir Led todos os dias, eu costumava fechar os meus olhos e viajar naquelas músicas e isso me dava conforto e esperança, eu não sei pq mas dava. Eu comecei a me sentir cada vez melhor, até que eu não tinha mais aqueles sentimentos de que o único caminho era acabar com minha vida. Esse ano eu comecei a assistir Skins(Reino Unido) e aqueles sentimentos de esperança começaram a crescer ainda mais fortes, a série realmente capta o quão confuso é ser adolescente, não é como algumas séries sobre adolescentes onde os problemas deles são existem apenas pq eles são mimados. Você odeia os personagens e vc começa a entender eles e então vc passa a amar os personagens pq eles são muito reais, entende? Mas ai eu comecei a assistir a season 7.. Bom, na minha opinião ela estraga tudo oq era bom na série, todos os episódios são um monte de merdas acontecendo. Mas quando eu assisti aqueles dois ep chamados de FIRE, omg. Eu comecei a sentir muita dor no meu coração, eu pensava tipo assim: "isso é a vida, quando as coisas estão melhorando alguma coisa acontece" e eu perdi tudo oq eu estava trantando construir, toda a esperança de que a vida poderia ser melhor. Eu não sei como aquilo mudou tanto os meus sentimentos e esperança, mas eu estava deprimido, tudo que eu assitia, cada música que eu ouvia era tipo: bom, isso importa? Tudo isso importa? Algum dia será eu quem estará chorando "rios" por causa de algo que aconteceu e que é muito mais importante que Skins, então vale a pena estar vivo?" eu estava de novo no mesmo lugar de onde eu havia parado em 2018. Ainda em 2018 eu descobri que eu tinha fimose(talvez vc saiba oq é pelos meme do Orochi, Saiko.. Se não souber me fala que eu mando uma imagem daquelas de livro de ciência) e eu me lembro de pensar: "bom, eu não vou contar para ninguém sobre isso pq qual é o objetivo de fazer uma cirurgia só pra me matar nos próximos meses?". A vida continuou e tudo aquilo que eu falei no começo aconteceu(eu comecei a ouvir Led..). 26/03/2020 e eu estava na minha cama chorando pq eu havia feito a cirurgia, eu nunca pensei que estaria vivo para ver aqueles pontos, eu sempre pensei que estaria morto de OD(overdose) ou por suicídio, de alguma forma, eu não estava e então eu estava deitado na cama com a cirurgia já feita e eu pensei cmg que eu estava passando por algumas coisas novas e novas experiências na minha vida. Aquilo restaurou de novo minhas esperanças para o futuro(eu meio que estava chorando de alegria). Depois de tudo isso, eu decidi que eu iria colocar um propósito na minha vida, algo especial, entende? Então eu descidi que eu irei adotar uma criança(óbvio que não agora jshsh) eu tenho que estar vivo agora, pq tem uma criança "lá fora" que precisa de alguém, e talvez ele/ela está crescendo para se sentir como eu me senti, abondonado(minha mãe mora na mesma cidade que eu e eu amo ela, eu vou ver ela na casa dela, mas por volta de 2014 ela fingiu um suicídio para fugir com um cara que ela conheceu na internet, eu me lembro de pensar que eles iriam encontrar ela morta em algum lugar e ela, na verdade, estava em um ônibus indo para outro estado..). Desde que eu coloquei na minha cabeça que alguém que eu nem conheço ainda precisa de mim, eu percebi que ainda vale a pena viver, talvez não por mim mesmo as vezes mas para os outros, para as minhas amáveis três irmãs, pela aquelas crianças e até pela minha mãe que passou por tanta coisa para criar eu e minha irmã mais velha sozinha. Eu acho que a vida não sobre não estar triste ou deprimido, é sobre encontrar uma razão que faça valer a pena. Eu sinto que minha vida vai ser assim até o dia em que eu morrer e puder descansar em paz, mas até lá, eu vou sentir todas as dores que eu tiver que sentir e esses momentos irão fazer os momentos felizes ainda mais felizes, eu sei que em alguns momentos eu vou me sentir como agora que eu não consigo ver as coisas melhorarem, mas tudo pelo oq eu passei me ensinou que vai passar. Final: eu sinto muito se isso acabou ficando muito longo, eu não queria que fosse mas na vdd esse texto é um resumo do que eu queria dizer. Peço desculpas com qualquer erro de gramática, inglês não é minha língua principal. De um cara aleatório para todos vocês, almas adoráveis<3." Esse ai foi o texto, muito obrigado para vc que leu, tenha uma boa vida.
submitted by Glenallen_Mixon22 to desabafos [link] [comments]


2020.03.14 01:48 pikatop nhaAviso importante: o subreddit está fechado.

nhaAviso importante: o subreddit está fechado.
Olá, animais, plantas e seres humanos deste planeta.
Neste momento vos escrevo do sofá da casa de praia da minha tia, após cancelar planos com amigos na grande Florianópolis devido ao famigerado Coronga e tenho um aviso importante (e um desabafo) pra fazer. Não, o subreddit não fechou por conta do vírus. Bobinhos.
Vamos lá. Já faz quase 10 anos desde que postei o meu primeiro vídeo no YouTube e uma comunidade incrível começou a se formar. Uma década desde que comecei o trabalho que mudou a minha vida e, lendo e ouvindo as suas histórias, a de muitos de vocês também. A alegria de fazer parte da vida de outras pessoas de uma maneira tão positiva quase não cabe em mim. É como se tudo que eu fizesse, por mais bobo que seja, valesse a pena no final. E eu sei que vale.
Após tanto tempo fazendo a mesma coisa, é comum qualquer pessoa se questionar e começar a refletir sobre o seu próprio trabalho. E é exatamente isso que tenho feito nos últimos tempos e o que me fez tomar algumas decisões relacionados às plataformas que uso pra me comunicar com vocês e vocês comigo. Estamos no subreddit, então vamos falar do subreddit Nhaa.
Até agora, foram 33 episódios de Memes da Turma. Dezenas de milhões de visualizações, dezenas de milhares de publicações e mais de 175 mil membros. Há muito tempo antes da criação deste quadro eu já o visualizava e esperava que desse certo. A Turma-Feira já não me satisfazia em questão de Memes. As mini-gincanas estavam ficando cansativas e eu consigo me divertir muito mais com as suas histórias agora que o subreddit ficou para as criações de vocês.
Porém (respirei fundo)... Eu não estou feliz. :/
Estou vivendo um período que é uma das únicas vezes, nesses 10 anos, que eu mais me senti desconectado com a minha própria audiência, depois de ler e ver publicações aqui puramente desrespeitosas, completamente imaturas e só... erradas. Gravar Memes da Turma era o momento favorito da minha semana, mas ultimamente estamos lidando com fanarts fakes, insistências em "ser notado(a)", desconsiderando e ignorando as regras que criamos, spams, textões de "Turma vs. Chat" e até petições para eu gravar com meu ex-namorado com mais de 2k de upvotes (sério?). :/
Passei um bom tempo lendo comentários aqui do subreddit e (felizmente) vi que não sou o único descontente com o conteúdo que está sendo publicado ultimamente. Então nós vamos reformulá-lo. Teremos novos mods mais ativos e recrutando novos (em breve mais informações, caso você tenha interesse em se tornar um) e você poderá continuar enviando seu meme se você quiser, mas para aparecer publicamente ele terá que ser aprovado por um moderador antes. Os Memes da Turma irão continuar, e eu provavelmente comentarei sobre isso no próximo caso julgue necessário e quiser.
(Info: essa é uma mudança que, em breve, vai se estender ao nosso Discord também.)
No final das contas, tudo o que queremos é dar foco e priorizar as pessoas mais maduras que sempre contribuíram para o crescimento do subreddit. Queremos conteúdo de qualidade que não fiquem ofuscados por prints genéricos de redes sociais ou memes roubados do South America Memes e de outros sites com uma marca d'água que ocupa a imagem inteira. Queremos que esse seja um espaço que todos se sintam acolhidos pra compartilhar suas criações, fanarts, memes, edições etc. e que não sejam jogados pra baixo por conta de gente que só quer "ser notado(a)" ou "ganhar ãpupus".
Também é importante dizer que, mesmo descontente com muitas coisas que são postadas aqui, em TODOS os episódios temos memes incríveis que me fazem genuinamente gargalhar. Vocês sabem. Vocês vêem, mas não quero que isso pareça um post (que não acaba nunca) onde eu só fico reclamando das coisas e que tá tudo ruim e blá blá blá. Não. Não é esse o caso. Eu só quero que as coisas melhorem pra mim e pra quem entra no subreddit também.
Ao contrário do que muitos podem pensar, eu amo fazer conteúdo junto com vocês, não porque eu preciso, mas porque eu quero. Eu realmente poderia simplesmente fazer OSHIs de 10 minutos pelo resto da minha vida (graças ao tanto de absurdo que existe nessa internet), mas eu não quero. Não tem graça. Eu gosto de ler comentários, eu gosto de conhecer vocês, eu gosto de ver o que vocês criam e eu amo o fato da gente ter um espaço incrível pra fazer isso. E eu odeio ter que dizer pra minha própria audiência que insistir pra que eu "grave com meu ex" é desrespeitoso. Vocês deveriam ser aqueles que sabem disso, e não agir como viewers casuais ou pessoas que não me conhecem, depois de todos esses anos.
Ver essas brigas entre "turma vs. chat" é algo que faz meu olho girar tão forte que eu chego a ver o meu cérebro, e eu nem tenho um. Tipo... Sério? Vocês são as pessoas que deveriam saber que não importa como eu me refiro a vocês num vídeo ou numa live, porque vocês nunca saíram do meu coração e nunca vão sair.
Espero, do fundo do meu coração, que vocês consigam me compreender (e entender esse desabafo dramático de white influencer problem) porque o que eu mais amo no meu trabalho é a chance de interagir com vocês e eu não quero que isso mude. Também não contei essas coisas para que as pessoas se sintam culpadas ou chateadas, mas pra que a gente melhore.
Como eu disse, talvez eu discuta mais em vídeo (por incrível que pareça, eu não disse nem metade das coisas que sinto) ou não. Não sei, mas por enquanto vou ficar por aqui, ler e responder alguns comentários.
- Luba (sim, u/Pikatop sou eu mesmo, desculpa avisar só agora).
submitted by pikatop to nhaa [link] [comments]


2019.12.12 07:31 rv_trash Estou webnamorando e preciso de conselhos

Dia 3 de Novembro de 2019
Era uma terça-feira, à tarde, quando tudo começou. Um número aleatório havia me chamado no Whatsapp, de uma forma bem inusitada, dizendo: "iae mano já vendeu os galo de briga lá?".
Eu respondi de forma irônica em seguida, e fomos conversando. Eu pensei que fosse mais um tonto me trolando, mas não, acabei descobrindo que era uma garota. A gente conversou por horas e horas a fio, se conhecendo cada vez mais, e eu estava gostando de conversar com ela, pois ela parecia ser muito legal. Passamos 12 dias conversando, se conhecendo, trocando experiências e tudo mais. Nesse meio tempo, eu tinha descobrido que ela morava bem longe de mim, mas não dei muita importância. Até que decidi mostrar meus sentimentos por ela (sim, realmente foi muito cedo), mas logo em seguida, a mesma resolveu me pedir em namoro, dizendo que eu era perfeito, muito gente boa e bonito. Ela já teve vários outros webrelacionamentos, estava sofrendo muito com eles, e como resultado, hoje em dia se sente muito insuficiente e insegura. Ela me contou que havia terminado o seu outro webrelacionamento no mesmo dia, achei meio confuso, mas só aceitei.
No começo, esse "webnamoro" era só um meme para ambos, nenhuma das duas partes estava levando realmente a sério. Eu no começo apenas estava querendo ajudar ela, a superar seus medos e inseguranças. Após completarmos 1 semana de namoro, ela teve uma crise de pânico, dizendo que estava querendo se suicidar. Eu estava desesperado tentando ajuda-lá, mas não estava adiantando. Mas isso não foi do nada, ela tinha seus motivos pra isso. A própria mãe a chamava de lixo e queria que ela morresse, pois não aceitava o estilo e opção religiosa de sua filha.
Eu dei o meu máximo para dar motivos para ela viver, disse que ela era muito importante pra mim, e que eu a amava, e nessa discussão eu me desgastei muito emocionalmente, pois estava abalado com tudo que estava acontecendo. Mas graças a Deus, tudo deu certo, e a gente voltou ao normal.
O tempo passou, a gente estava perto de completar 2 semanas, até que uma coisa muito infortuna aconteceu. Era novamente uma terça, dessa vez de noite, eu estava discutindo com meus amigos em relação ao meu futuro com ela. Não levem eles a mal, mas alguns continuam não apoiando meu relacionamento com ela, por alguns motivos "óbvios" e pessoais.
Nesse dia eu tava muito eufórico, ansioso e inseguro, pois eu estava com muito medo do futuro da nossa relação, e por impulso, acabei terminando com ela, sem mais nem menos. O meu dilema na nossa relação era: "Vamos viver um dia de cada vez" e nesse dia, eu acabei me contradizendo, e quebrando minha palavra. Ela estava triste, pois novamente tinha achado que tinha sido feita de trouxa, por alguém que dizia as mesmas coisas que os anteriores.
1 dia depois, me bateu arrependimento profundo, eu estava demasiadamente triste, pois fiz algo que parecia certo, mas não o que era certo pra mim. Eu passei 5 longos dias tristes, me torturando e dizendo a mim mesmo que nunca iria me perdoar por ter feito tal ato, até que eu decidi ir e falar com ela novamente. Então decidimos voltar, ela tinha dito que poderíamos tentar mais uma vez, e assim foi feito. 2 dias depois, ela decidiu terminar novamente, porque estava insegura em relação aos meus amigos, acreditava que eles nunca nos apoiariam e que nunca iriam aceitar ela.
Ficamos 1 semana um sem falar com o outro. Eu estava sentido o triplo da falta dela, e nesse dia eu descobri de verdade que o que eu tava sentindo, era amor. Eu chamei ela pela segunda vez, conversando como amigos. Conversamos por dois dias seguidos, e ela por algum milagre resolveu voltar comigo por decisão própria.
Daqui 3 dias, nós vamos completar 1 mês juntos (fora os dias que terminamos temporariamente), e ao longo desse nosso relacionamento tumultuado, eu amei alguém pela primeira vez e foi muito intenso. Estamos juntos novamente até o momento desse post, e uma coisa que digo pra vocês é: o que eu sinto por essa garota, é algo surreal. Alguns de vocês podem me críticar dizendo "aaiin, mas vc conhece ela a um mês e já se amam assim", "pare de se iludir, vc é novo, ainda vai aparecer muita gente na sua vida"," é só um webnamoro, daqui a pouco passa", mas eu não dou a mínima. O amor supera todas as barreiras, o amor vai além de tudo e todos, e nós fomos e estamos indo além. Ela realmente me ama, e já provou e demonstrou diversas vezes. Ela se sente muito grata por eu ter ajudado ela a superar alguns de seus traumas, e diz que isso me torna mais incrível do que já sou, aos olhos dela. Eu amo essa garota incondicionalmente, ela me faz sentir uma pessoa incrível todo dia, eu sou eternamente grato por ter ela "ao meu lado".
Porque mesmo sendo só um webrelacionamento por enquanto, a sensação de ter alguém do seu lado, te apoiando e te ajudando, gostando de você, te dando motivos pra viver, é incrível. Agora eu realmente sinto que encontrei a pessoa perfeita para mim, pois ela me preenche de uma forma única e inexplicável.
Enfim, eu boto fé que nosso relacionamento vai dar certo dessa vez, eu acredito nos meus sonhos e sei que eles podem se tornar realidade, com muito esforço e dedicação. Como disse Nelson Mandela: "Tudo parece impossível, até que seja feito".
Eu sei eu sei, ainda é muito cedo pra decidir tudo isso, ir ver ela pode me custar tempo e dinheiro, mas eu tenho plena certeza de que se tudo der certo, irá valer a pena.


Se alguém quiser dar conselhos, críticas ou opiniões construtivas, toda ajuda será bem-vinda.
submitted by rv_trash to desabafos [link] [comments]


2019.12.01 05:33 Eilish1 O AMOR te assusta?

O amor te assusta?
Minha irmã me mostrou uma amiga dela que ela queria me apresentar. Eu concordei. Um dia elas estavam no shopping e fizemos um facetime, eu estava voltando do trabalho. Conversa vai, conversa vem, e a moça me solta a seguinte frase "eu não sou de brincadeira não, sou pra casar. Você poderia me levar pra jantar um dia desses". E o idiota aqui caiu nessa, igual um cachorrinho pulando na água pra pegar uma bolinha.
Nos vimos no dia seguinte, e assim... não tenho intenção de desrespeitar nenhuma garota, mas com ela foi muito fácil. O jeito que ela veio foi muito fácil. Na hora eu só pensei em duas hipóteses: 1. Ela realmente tá muito interessada // 2. Ela ta muito acostumada com isso.
Conversando com a minha irmã ela me disse que ela sempre diz que quer algo sério, mas fica com todo mundo que vê na frente. Então estamos mais pro lado da segunda opção. Ela não tá errada de maneira nenhuma em ficar com quem ela quer, o que não pode é dar a entender uma coisa séria e na real não ser nada. Parece até o classico estereótipo de homem escroto.
Pois bem. O primeiro "encontro" foi excelente. O problema de fato começou quando ela foi embora, pois não respondia o whatsapp. Eu via ela online e nada. E não era algo de tipo "to ocupada agora, entrei aqui rapidinho pra falar com alguém urgente". Eu relevei isso, ninguém é obrigado a responder ninguém, eu mesmo as vezes não respondo pq não to a fim de ver mensagens. Trabalho com redes sociais o dia inteiro.
Fui relevando esse vácuo. Até que ela percebeu que eu estava curtindo ela, e de fato eu estava, estou. Ela comentou com a minha irmã, e como é a minha irmã, ela me contou. Depois ela me disse que estava confusa, e não sabia o que queria. Se era algo sério, ou não. Falei com ela pra apenas deixar rolar, não se apressar, não tem necessidade. Ela concordou.
Depois de alguns dias ela voltou com essa história de novo. O que me confundia era o fato dela ser uma pessoa totalmente diferente comigo pessoalmente, e no whatsapp parecer que eu estava incomodando ela. Pessoalmente eu nunca cheguei comprimentando ela com beijo, por que eu nunca soube se poderia. Sempre que a iniciativa era minha ela barrava. Após alguns minutos elas sempre me pedia um beijo, e ao final do dia, no whatsapp era a mesma coisa. Até que um dia eu decidi não dar esse beijo. Ela cobrou mais algumas vezes, até a hora que disse "tá bom, desisto" e ficou meio triste. Eu chamei ela pra conversar, disse que de fato eu estava gostando dela, e que não estava saindo com mais ninguém além dela. Eu tentei passar confiança, entende? Porque achei que ela estava confusa, não sabendo se poderia confiar em mim e com medo de se ferrar futuramente. Ela me perguntou se eu namoraria com ela, mas não foi um pedido de namoro, foi só uma pergunta mesmo. Eu disse que claro. Ela sorriu.
Na volta pra casa, eu perguntei pra ela do que ela tinha medo. Ela me disse que tinha medo de eu não ser suficiente pra ela, e nem ela ser suficiente pra mim. Na hora eu juro que não entendi. Depois eu parei pra pensar, e acho que traduzindo isso seria algo do tipo "Não sei se quero você, ou se espero outro cara aparecer". É foda porque ela foi quem falou em relacionamento sério, ela que falou que estava olhando alianças de namoro no shopping com a minha irmã, ela falou. O que ela esperava que eu entendesse? No começo eu só estava deixando rolar, depois eu realmente gostei dela. Doeu as três vezes que ela falou "vamos ser só amigos, o que acha?" as duas primeiras eu discordei, mas na terceira eu achei que eu já estava incomodando. Achei que ela só não tava com coragem de por um ponto final definitivo. Então concordei, mas deixei claro que não era isso que queria.
Em uma conversa eu disse pela milésima vez que ela era linda. Ela printou e postou no status com a legenda "ele é demais!!". Fiquei super feliz quando eu vi. Dias depois ela postou um outro print, de um outro cara que salvou o contato dela como "Vida 💍", e usou a mesma legenda. Me perguntei quantas vezes ela fez isso.
Estou bem pra baixo ultimamente. Meu aniversário está chegando mais uma vez, vou passar natal, ano novo, férias, novamente pensando que eu poderia estar dividindo essas experiências com alguém. Eu sei que temos que curtir nós mesmos, mas um relacionamento realmente é algo que eu queria. Sempre quis ter alguém pra viajar, dividir dias bons e ruins, apresentar pra minha mãe. Esse é outro ponto que ela foi cara de pau. Por ser amiga da minha irmã, foi muito mais fácil ela vir aqui em casa, inclusive quando ela veio eu nem sabia, veio com a minha irmã. Conheceu minha mãe, e minha mãe não é boba, já perguntou "porque vocês não namoram?" eu disse: porque ela não quer. E ela disse: ele que não quer. Eu fiquei igual aquele meme do John Travolta sem entender nada. Minha mãe perguntou se ela gostava de mim, e ela disse que sim. Mas foi um sim meio duvidoso, eu percebi. Acho que só ficou sem jeito. Depois ela me perguntou, e eu não falei nada. E ai sim ela implicou. Ela sabe que eu gosto dela, eu já falei varias vezes.
Agora não temos mais nada. Tem umas três semanas que eu não vejo ela, volta e meia ela manda mensagem como amiga, sem nada de mais. Por experiência, eu sei que não vou conseguir ser amigo dela. Esse foi um breve resumo, eu não me apaixono fácil. Não contei das vezes que fomos andar de skate, comer pizza até não conseguir nem respirar direito, fazer competição de arroto em familia (eu acho que foi nessa hora que ela me ganhou haha), ensinar ela a andar de patins, entre varias outras paradas, momentos que te fazem curtir a pessoa.
Eu amo ela de verdade, mas não gosto mais dela.
submitted by Eilish1 to desabafos [link] [comments]


2019.07.09 02:50 lucius1309 SOBRE NÃO QUERER FAZER AMIGOS

Trilha sonora utilizada para a construção do texto:
https://www.youtube.com/watch?v=LWsa0y04btQ
POSSESSED - SEVEN CHURCHES (1985)

E o texto começa assim.
"Qual é o problema?" Mariana perguntou.
"Nada." eu respondi.
Mas havia um problema. Sempre há. O dia em que não houver problemas, não haverá vida. O ato de respirar é em si uma grande vitória.
Decidimos parar para assistir a final da Copa América em uma esfiharia. Meu desejo era de parar num bar, mas eu havia esquecido que não entro em bar nem pra pedir informação, quanto mais pra assistir futebol. Mariana tem sido boa comigo, estamos juntos há quase 4 meses oficialmente e há quase 6 não oficialmente, e ela é uma menina meiga e gentil quase 99% do tempo. Estar comigo num relacionamento qualquer que seja é um ato exaustivo, e não me admira que metade das pessoas que passaram pela minha vida se fuderam de uma forma ou outra. Acredito que o problema esteja em mim, e não nos outros.
Os nervos de Mariana ainda seguem bem. Ela leu tudo o que escrevi das outras, deve ser estranho pra ela ler sobre ela mesma. O escritor continua aqui, só está afastado da garrafa. Bate nas teclas mais devagar do que o normal, talvez por causa do frio ou porque realmente perdeu o jeito pra coisa. Não existe narrativa simples, porque quase tudo o que havia a dizer já foi dito.
Vivemos uma era sem novidades.
Minha vida é patética. Não que patético seja ruim, só é mediano. Sem emoções o bastante. O ser humano quando se condiciona a viver de maneira inconsequente, tarda a se acostumar a viver de forma simples. Eu tenho um histórico grande de merdas feitas na vida, e não culparei a garrafa, as drogas ou as tentativas de suicídio. Eu sempre fiz tudo errado porque gostei sempre de viver assim. Sem ordem cronológica, rotina, pudor e muito menos falta de atrevimento.
Prefiro não falar do passado. Aliás, eu gosto de falar só de algumas partes dele. No geral, escondo os 50% que não me apetecem lembrar.
Domingo fim de tarde, Copa América rolando, Brasil campeão engolindo o Peru, três a um fora o baile e a roubalheira a favor. Bolsonaro levantando troféu, Tite ignorando-o na hora da premiação, movimentos políticos de ambos os lados degladeando sem sentido nenhum. Brigam pelo prazer de brigar, não mais pelo viés ideológico.
Quanto a mim, comi esfiha o bastante e tomei quase um litro de coca-cola, esse líquido abençoado pelo capitalismo e que inclusive foi objeto de uma música pra definir a geração oitentista, por uma banda inteligente, mas que pecava pela recorrente falta de criatividade.
Mas hoje eu não quero falar de música.
Ou do passado.
Nesse mesmo domingo, mais cedo e antes do jogo, eu estava conversando com um colega.
"O fato, Henrique, é que eu mudei meu cabeleireiro, arrumei um que cobrou 12 pratas e fez uma puta cagada na minha cabeça." eu disse.
"E qual foi o motivo da mudança, Carlos? Ele parou de atender?"
"Ele começou a ficar muito próximo de mim. Quero dizer, as três primeiras vezes que fui lá, ele não sabia quem eu era, mas na quarta vez ele já tentou ficar meu amigo, começou a puxar muito assunto, e eu não queria conversar. Eu nunca quero. Pra eu dar cinco estrelas pra um Uber, é simples, é só ele não abrir a boca. E cabeleireiro é a mesma coisa."
"E qual é o problema de fazer amigos?" ele indagou.
"Não sei, acho que não é minha praia. Prefiro colegas."
"Então você não quer fazer amigos?"
"Não." respondi, rindo na sequência. Henrique riu também.
"É sério" prossegui "Eu sou fudido emocionalmente, esse é o tipo de coisa que minha psicóloga precisa ouvir. Parece absurdo não querer fazer amigos, mas proximidade demais me incomoda. Com qualquer pessoa que seja."
Henrique ficou um pouco embasbacado com aquela afirmação.
Voltando pro dia de hoje, segunda.
Brasil campeão, não entrei em botecos e eu e Mariana ainda estamos namorando.
Estou há um tempo bom longe da garrafa. Mas meu emocional é, e sempre será, eternamente fudido.
Acredito que qualquer pessoa que queira ter mais do que três amigos tem algum transtorno afetivo muito sério. Uma carência mais funda do que o mais fundo dos oceanos. Um vazio maior do que do buraco negro mais vazio. Eu honestamente não sei dizer se os buracos negros são vazios, mas foi a comparação que me veio à cabeça e vai se manter aí.
Que seja.
Quase tudo que eu tenho a falar ou a desabafar é dito através de textos. Não sinto a necessidade de que outro ser humano escute, muito menos que me aconselhe. Geralmente começo a ficar irritado com qualquer conversa que dure mais do que cinco minutos. Quero logo encerrar pra poder voltar pra minha solidão. Isso não se aplica com Mariana ou com Luís (que é meu melhor amigo. Talvez o único nesse momento.) O fato é que eu não enxergo em ninguém nada que possa ser construtivo pra mim, li todos os livros que queria ler, ouvi todas as pessoas que queria ouvir, estou aos poucos ouvindo todos os discos que quero ouvir e, mais recentemente, comecei a dar uma chance para os filmes e seriados. Nem tanto por eles, mais por mim. Estava morrendo de tédio. E tédio sempre pode me prejudicar.
Não consigo ficar parado por muito tempo, mas não preciso estar em movimento no meio de outras pessoas.
Lavo a garagem, cuido do carro, faço comida, jogo joguinhos de raciocínio lógico, tomo banho, limpo banheiros, dispenso roupas sujas na máquina, faço balanços financeiros para o trabalho, dou risada de memes e assim meus dias passam muito bem.
Não tenho dificuldade para me socializar. A questão é que eu realmente não quero. Eu realmente não me importo com 99% das pessoas, e muitas delas dizem me amar, eu digo que amo mas eu não sinto absolutamente nada (isso, novamente, não se aplica à Mariana ou Luís). Não quero que me digam o que fizeram ou deixaram de fazer, não quero saber de suas conquistas ou fracassos, pouco importa se alguém morreu ou deixou de morrer. Eu não ligo.
É muito egoísmo pensar dessa forma, e eu reconheço isso, mas como eu acabei de dizer: eu não ligo.
Eu só quero ficar no meu casulo, ganhar meu dinheiro, pagar minhas contas, viajar quando der, trocar peças do carro e comer comidinha bem feita. Todo o resto do mundo pode explodir que não fará diferença. Afinal de contas, nenhuma dessas pessoas é minha amiga. E eu não quero que sejam.
submitted by lucius1309 to desabafos [link] [comments]


2017.01.15 01:29 luiseduardobr1 [Desabafo] Depois de 6 meses sem contato, minha ex volta para infernizar minha vida.

Sei que muitos aqui não gostam de desabafos por não agregarem ao conteúdo do sub, mas como há um ano atrás (aproximadamente isso) pedi o conselho aqui sobre o que fazer com meu namoro que ia de mal a pior, com uma ex egoísta/egocêntrica, com crises de beleza intensas, que não me deixava em paz para terminar e sempre voltava para me iludir ou manipular, decidi mais uma vez pedir a ajuda do pessoal (se possível) para opinarem em algo que me incomodou muito.
Para os que não me conhecem ou não leram meus relatos anteriores, minha ex é uma menina bonita que eu mantinha um relacionamento a distância (apesar que a via quase todo o mês) e que tudo piorou quando fui traído. Depois disso, ainda continuei (erro meu) e mesmo ela dizendo que queria ficar comigo e me implorando para não terminar continuou mentindo, iludindo, humilhando (e eu mesmo me humilhava em situações que não quero lembrar) e até sacaneando com meus sentimentos e esforços. Ela nunca pareceu se importar muito comigo, mas sim com o bem que eu fazia para ela, pois ajudava com as inseguranças dela, conversavamos muito e saímos muito quando juntos (inclusive gastando bom dinheiro)... E o pior, que eu amava ela de verdade, a ponto de estar preparado para mudar minha vida toda para sua cidade para poder ficar com ela, mesmo diante da total repulsa dos meus pais com a ideia.
Nesse meio tempo, aconteceu muitas coisas ruins, muitas mesmo, na qual eu mais sofria do que ficava feliz. Só que certas coisas sempre me dificultavam a largar mão dela, como a beleza, por mais fútil que pareça, eu achava o rosto dela lindo, como nunca vi outra, e eu não achava que ia conseguir achar outra tão bonita e que me fizesse tão "feliz" (acreditem já fui feliz com ela) ou então o papo que fluía muito bem ou ainda as saídas que sempre eram ótimas... vendo agora percebo que ela tem tudo para "conquistar" qualquer cara, infelizmente tem um grave problema, ela é psicopata, por não ter empatia com o sofrimento alheio..
Então, depois de muito sofrimento, eu consegui parar de falar com ela em julho, bloquei seu número do WhatsApp e até da sua mãe, parei de responder aos emails que recebia dela, e achei realmente que nunca mais iria falar com ela até que quinta agora enquanto escovava os dentes quase tenho um infarto ao ver o rosto dela e uma mensagem "olha só quem eu achei o número". E o trouxa aqui acabou conversando, e caindo em TODAS as armadilhas dela: queria saber da minha vida se eu namorava, tentou ver se eu ainda sentia algo por ela, começou a jogar algumas ilusões e lembranças antigas e não parava de puxar assunto. Hoje mesmo estou escrevendo esse desabafo, pois passei dois dias sem conseguir pensar em outra coisa, eu amo ela, eu queria ficar com ela (ou então com a imagem que criei dela), eu queria poder conversar com ela nem que fosse só como amigo, mas o problema que não consigo isso, eu tenho sentimentos, eu fico com ciúmes, inveja, etc. Eu achava que em 6 meses meus sentimentos teriam diminuído, mas pelo visto só estavam guardados numa gaveta prontos para serem usados novamente. Agora, não sei mais o que fazer, hoje ela mandou um meme e eu ignorei e ela percebeu isso, mas a cada mensagem dela meu coração para e me sinto triste por querer responder mas não poder. Por querer ficar com ela, mas saber das traições e mentiras e o fator ainda pior POR ELA MORAR EM UM OUTRO ESTADO. Com isso, estou dividido, uma parte de mim queria estar com ela, responder, nem que fosse como amigo, mas a outra parte sabe que isso só seria possível se não me importasse mais com ela, se conseguisse não me afetar se ela falasse algo.. E ainda fico frustrado que ela consegue falar comigo sem ficar mal..
Penso que alguns aqui já passaram por isso ou algo parecido e podem me aconselhar em como agir nessa situação, estou sinceramente devastado por dentro e muito confuso com o que fazer. Se alguém puder ajudar realmente será muito útil para mim e irei ler todas as mensagens.
RESUMO: A maluca da minha ex comprou outro número/celular e entrou em contato comigo após 6 meses sem contato e está afetando muito minha cabeça e até físico. Além do mais, ela mora em outro estado e não há como nos ver.. Sem falar que durante a relação sofri com traição, mentira, humilhação e as próprias loucuras dela que bem ou mal me atingiram mais do que pensei que atingiriam.
submitted by luiseduardobr1 to brasil [link] [comments]


•{Você não me ama como ela▪Mini-filme▪GachaLife}• 'Eu Fiz Isso Por Amor...' (Yaoi)  Mini-filme Gacha Life ... ACHEI O NINHO DA GALINHA, COMO EU REPLANTO A ORQUÍDEA NO TRONCO/ÁRVORES. a7Bullet - YouTube ASMR taehyung - mesmo que eu odeie você eu ainda quero me afogar em seus lábios Você teria coragem de fazer isso por um amigo? - YouTube Você fez isso por mim!/ meme GL #gachalife - YouTube Eu vou me matar mae / pedro memes #2 'E logo eu, tão cheia de nada, quis dar tudo pra você.'

Meme: TOP 5 Filmes Teen Teia de Renda

  1. •{Você não me ama como ela▪Mini-filme▪GachaLife}•
  2. 'Eu Fiz Isso Por Amor...' (Yaoi) Mini-filme Gacha Life ...
  3. ACHEI O NINHO DA GALINHA, COMO EU REPLANTO A ORQUÍDEA NO TRONCO/ÁRVORES.
  4. a7Bullet - YouTube
  5. ASMR taehyung - mesmo que eu odeie você eu ainda quero me afogar em seus lábios
  6. Você teria coragem de fazer isso por um amigo? - YouTube
  7. Você fez isso por mim!/ meme GL #gachalife - YouTube
  8. Eu vou me matar mae / pedro memes #2
  9. 'E logo eu, tão cheia de nada, quis dar tudo pra você.'
  10. amo muito vcs e sou muito grata por isso por tudo o q ...

Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Sou teimosa SIM, se eu não lutar pelo o que eu quero, ninguém fará isso por mim! EU TE AMO! E caso você não entender o que está dito nas plaquinhas, vou colocar o que está lá aqui... Amo tudo ïsso-Silaine De Queiroz 11,326 views 11:27 HOW TO WATER SUCCULENTS OR CACTI - HOW OFTEN TO YOU NEED TO WATER A SUCCULENT OR CACTUS (EN ESPAÑOL) - Duration: 8:38. Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Análises, histórias, teorias e zoeiras! :D Pra ser sincero, eu juntei no canal todos esses conteúdos variados porque eu amo jogos e tudo relacionado a isso. ... Livro da Turma da Goiaba https://amzn.to/2JsOIBO @lado.beco Ele trocou de prova com colega e professor não viu nada Grupo dos fãs da Turma da Goiaba https://... Se você está lendo isso aqui comente 'bibidibobide bu uma pica bem grande no meio do seu cu' e você sonhara essa noite com seu utt do jeito que quiseres~Kim Nayara Minha Fanfic do taehyung ... Eu vou me matar mae / pedro memes #2 ... no canal eu quero que a gente chegue a 50 escritos rápido mas para isso eu preciso da ajuda de vocês então façam isso por mim galera valeu Um beijão ... eu amo vcs e sou muito grata por tudo o q fizeram por mim amo de mais vocês (↑ω↑)😘😘😘 10% 30% 50% 70% 100% Descrição carregada... ║║╔║║╔╗ ║ ╠╣╠║║║║ ║ ║║╚╚╚╚╝ ° ┊ ┊ ┊ ┊ ┊ ┊ ┊ ★ ┊...